PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Monção

Assembleia de Credores aprova encerramento do Hotel das Termas

11 Março, 2010 - 17:32

120

0

O Hotel das Termas de Monção vai mesmo encerrar portas e atirar os 22 trabalhadores para o desemprego. A decisão do Administrador de Insolvência foi hoje aprovada em assembleia de credores, com 99,8 por cento dos votos.

O Hotel das Termas de Monção vai mesmo encerrar portas e atirar os 22 trabalhadores para o desemprego. A decisão do Administrador de Insolvência foi hoje aprovada em assembleia de credores, com 99,8 por cento dos votos.
Dos 68 presentes de um total de 129 credores, a maioria deu parecer favorável à "imediata liquidação e extinção da empresa, com o encerramento da sua actividade, fiscal e laboral".
Quanto à gestão do imóvel a assembleia de credores reune na próxima quarta-feira para deliberar sobre a proposta hoje apresentada. Em causa está a aquisição de todos os bens, o recheio do imóvel, pelo Turismo Fundos, a actual proprietária do edíficio do hotel, por um montante de 130 mil euros. Com este dinheiro, o representante do Turismo Fundos garante pagar a todos os trabalhadores. Assim sendo, o Turismo Fundos poderá ficar detentor da propriedade e dos bens do hotel, de resto garante que já está a estabelecer contactos, para que seja possível um novo contrato de arrendamento com potenciais operadores interessados.
Na sessão, junto dos trabalhadores, esteve o dirigente sindical, Francisco Figueiredo, do Sindicato da Indústria e Hotelaria do Norte, que não se mostrou satisfeito o encerramento da unidade hoteleira. "É uma decisão que não nos agrada e que não era a nossa posição, nós defendemos uma posição completamente diferente, era manter o hotel a funcionar e que fosse entregue a exploração a uma empresa do Estado, a Movijovem, a Inatel. Lamentamos que o Fundo de Turismo e o Governo tivessem comungado esta ideia", explicou Francisco Figueiredo, no final da reunião. O responsável sindical garante, por isso, interceder junto do Turismo Fundos, a fim de salvaguardar os postos de trabalho dos 22 funcionários, quando um novo contrato de arrendamento for, eventualmente, celebrado.
Recorde-se que a Sotiam, empresa que geria a unidade de quatro estrelas, declarou insolvência, no passado dia 15 de Janeiro. Em causa, estava a falta de pagamento de rendas ao proprietário do imóvel, Turismo Fundos. Por decisão da assembleia de credores o Hotel das Termas de Monção parece então fechar portas. Uma nova gestão do hotel poderá ser a solução. A assembleia de credores regressa ao Tribunal Judicial de Monção, na próxima quarta-feira, pelas 9h15. Na sessão, será debatida a proposta de compra dos bens, por parte do Turismo Fundos.

Últimas