PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Ponte da Barca

Alto Minho: Virgem terá aparecido neste lugar (antes de Fátima!) – Foi há 106 anos

10 Maio, 2023 - 00:01

1755

0

Nossa Senhora da Paz.

Corria o dia 10 de maio de 1917. Ponte da Barca era uma vila eminentemente rural, como tantas outras. Apresentava pouco mais de 13 mil habitantes.

 

Para os lados do Barral, conta-se que na freguesia de S. João Batista de Vila Chã, o pequeno Severino, com 10 anos de idade, subia o monte com as ovelhas tal como já o vinha fazendo todos os dias cumprindo a vontade dos seus pais.

 

Eram oito horas da manhã e o pequeno caminhava a rezar o terço.

 

Subitamente, diz a história, encontrou uma Senhora sentada, com as mãos postas, tendo o dedo maior da mão direita destacado, em determinada direção. Em poucos segundos, a visão desapareceu.

 

Severino contou o que tinha visto ao pároco da localidade. Pouco convencido, o sacerdote recomendou-o a voltar ao mesmo lugar no dia seguinte pedindo à visão que o informasse quem era. O pequeno pastor assim fez.

 

No dia 11 de maio, à mesma hora, voltou a encontrar no mesmo local a Senhora. 

 

“Quem falou ontem fale hoje”, disse a criança.

 

Não te assustes. Sou Eu menino”, respondeu a Aparição. “Diz aos pastores do monte que rezem sempre o terço, e que os homens e mulheres cantem a Estrela do Céu. E as Mães que têm filhos lá fora, que rezem o terço, cantem a Estrela do Céu e se apeguem comigo, que hei-de acudir ao Mundo e aplacar a guerra”.

 

“Sim, Senhora”, respondeu o pequeno pastor.

 

Que gomos tão lindos, que cachos tão bonitos!, disse ainda a Senhora.

 

Mal o pastorinho tinha olhado para a ramada, voltando a cabeça, já a Visão tinha desaparecido.

 

O privilegiado vidente foi imediatamente avisar do acontecido às mães dos filhos da localidade que estavam no exército. A comoção do pequeno teria sido tamanha que depois destes factos, nunca mais quis voltar sozinho ao sítio da Aparição.

 

Às perguntas feitas, o rapazinho respondia sempre da mesma forma. “Se quiserem acreditar, que acreditem, se não quiserem que não acreditem. Eu fiz a minha obrigação, avisando como me mandaram”.

 

 

Imagem de Nª Srª da Paz do Barral

[Fotografia: DR]

 

 

Santuário de Nossa Senhora da Paz, no Barral, em Ponte da Barca
[Fotografia: Santuário de Nossa Senhora da Paz]

 

 

 

Surgem notícias muito antes das primeiras sobre as aparições de Fátima

Previsivelmente, a história começou a circular entre o povo. A 9 de junho de 1917, o jornal portuense A Ordem foi o primeiro a noticiar os factos ocorridos nesta localidade.

 

Pouco mais de uma semana depois, o jornal bracarense Echos do Minho também se debruça sobre esta matéria.

 

E tudo isto muito antes de serem publicadas as primeiras notícias sobre as aparições de Fátima.

 

Após uma elevada afluência de peregrinos, apenas 50 anos depois da Aparição foi autorizada a colocação de uma imagem num nicho – no local das duas aparições.

 

É ainda por esta altura, década de 1960, que é realizada um comunicado sobre as “Aparições do Barral”, o qual é levado ao Congresso Mariano Internacional, por ocasião do Cinquentenário das Aparições de Fátima.

 

Com os episódios ocorridos em Fátima, a história do Barral perdeu mediatismo. A imprensa desligou completamente da história e focou-se nas três crianças que diziam ter visto a Virgem na Cova da Iria.

 

 

 

Representação em azulejo da Aparição da Virgem

[Fotografia: Santuário de Nossa Senhora da Paz]

 

 

 

Mais de 20 mil peregrinos em 2022

O Santuário de Nossa Senhora da Paz, no Barral, Ponte da Barca, recebeu, no ano de 2022, cerca de 20 mil peregrinos. O dobro relativamente a 2019 e depois de dois anos condicionados pela pandemia da COVID-19.

 

A Confraria de Nossa Senhora da Paz destaca os esforços que a Câmara Municipal de Ponte da Barca tem encetado para promover uma melhoramento daquele espaço integrado num local de culto religioso, proporcionando aos peregrinos e visitantes um maior usufruto do mesmo, através de várias intervenções que se inserem na estratégia da autarquia de promoção do Turismo religioso.

 

 

Santuário registou mais de 20 mil peregrinos em 2022

[Fotografia: Santuário de Nossa Senhora da Paz]

 

 

Recorde-se que depois de vários arranjos exteriores, é intenção da Câmara Municipal dar inicio às obras de requalificação do museu do quartzo, onde se encontra a maior coleção de cristais de quartzo do país, com centenas de exemplares que podem ser vistos tanto no interior do museu assim como no seu exterior.

 

É também em Ponte da Barca que existe uma das maiores pedras de quartzo cristalizada da Península Ibérica com 2 metros e 52 centímetros de comprimento, 1,25 metros de altura e três toneladas de peso e, desde maio de 1971, que serve como altar na cripta da capela dedicada à Nossa Senhora que terá aparecido naquele preciso local, 10 e 11 de maio de 1917, testemunhadas pelo pastorinho Severino Alves.

 

 

Enorme pedra de quartzo no Altar do Santuário

[Fotografia: Santuário de Nossa Senhora da Paz]

 

 

Igreja só começou a apoiar este mistério 50 anos depois

Só a partir da década de 60 do século passado é que a Igreja começou a marcar presença entre os peregrinos no Barral.

 

Conforme contou a TSF, foi aí autorizada a colocação de uma imagem no local das visões, após uma comunicação sobre as aparições do Barral levada ao Congresso Mariano Internacional, por ocasião do cinquentenário das aparições de Fátima, que desperta, de novo, o interesse e a curiosidade.

 

 

 

Marcelo recebeu imagem de Nª Srª da Paz

Em janeiro do ano passado, a Confraria de Nª Srª da Paz, de Ponte da Barca, ofereceu ao Presidente da República uma imagem de Nª Srª da Paz. A comitiva, da qual também fez parte o presidente da Câmara, Augusto Marinho, foi recebida pelo Chefe de Estado, que acolheu com gratidão a oferenda.

 

 

Ponte da Barca ofereceu imagem de Nª Srª da Paz ao Presidente da República

[Fotografia: Município P. Barca]

 

“Uma palavra de muito reconhecimento a todos elementos que compõem a Confraria da Nossa Senhora da Paz, assim como ao Sr. Padre Moisés Correia, pelo extraordinário trabalho que desenvolvem”, escreveu Augusto Marinho nas redes sociais.

 

 

 

 

[Fotografia capa: Santuário de Nossa Senhora da Paz]

Tópicos:

#Igreja

Últimas