PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

2

Valença

Alto Minho: É enorme e estava no silêncio há 15 anos – “Mais de 20 milhões” vão dar-lhe nova vida

4 Dezembro, 2021 - 12:54

12944

0

Indústria.

É uma das maiores naves industriais de toda a Europa. Está localizada no Parque Empresarial de Valença. Tem uma área total próxima dos 20.000 m2 e quem lá entra pela primeira vez acaba quase sempre por ficar impressionado sobretudo pelo comprimento.

 

Mais impressionante ainda foi o facto deste gigante ter estado adormecido durante cerca de 15 anos. Pertenceu à Rodman Lusitania, dedicada à construção naval, mas o local acabou por fechar portas. E assim se manteve até hoje.

 

Chegou o Grupo Beneteau que comprou todas as antigas instalações da Rodman Lusitania naquele Parque Empresarial.

 

O investimento, disse fonte da empresa à Rádio Vale do Minho, ainda não está sequer contabilizado mas “vão ser seguramente mais de 20 milhões de euros”. O local vai ganhar uma nova vida e a produção de embarcações vai regressar a Valença.

 

“Serão criados 500 postos de trabalho, a juntar aos 200 que já temos na unidade de Vila Nova de Cerveira”, referiu a mesma fonte à Rádio Vale do Minho.

 

O grupo conta iniciar a produção na unidade de Valença já durante o primeiro trimestre de 2022. “Em velocidade cruzeiro contamos produzir cerca de 1.000 embarcações com menos de 40 pés por ano, mas são números que só deverão ser atingidos no próximo ano”, explicou a empresa. “Até lá vamos ter várias fases de formação não só aos trabalhadores como também direcionadas aos responsáveis desta unidade”.

 

Para além dos setores de fabricação e montagem esta unidade terá novos espaços dedicados à engenharia e investigação de ponta ligada à indústria naval.

 

As unidades de Valença e Vila Nova de Cerveira, do Grupo Beneteau, receberão o nome de GB Portugal Lda.

 

“Este investimento, por parte de um grupo internacional de relevância no setor da produção de embarcações, captado graças ao empenho dos Municípios de Valença e Vila Nova de Cerveira, é um impulso para tornar este parque empresarial numa referência da região transfronteiriça Norte de Portugal / Galiza”, referiu o presidente da Câmara de Valença, José Manuel Carpinteira, em tom muito satisfeito.

 

 

 

Presidente da Câmara de Valença muito agradado com o investimento do Grupo Beneteau no concelho
[Fotografia: Município Valença]

 

 

 

O autarca socialista considera ainda “uma excelente notícia a retoma da atividade na antiga Rodman e o facto de Valença ser um dos municípios que acolhe o Grupo GB Portugal Lda., o que contribuirá para a criação de emprego e para a dinamização económica do concelho”.

 

O Grupo Beneteau promete uma unidade moderna, competitiva, com as mais avançadas soluções tecnológicas do setor, numa política de recursos humanos benéfica para os trabalhadores, sobretudo no que toca à política de proteção na saúde.

 

“Num mercado muito dinâmico de dayboating (barcos a motor com menos de 40 pés), o Grupo Beneteau continua assim o seu desenvolvimento industrial e a consolidação da sua presença em Portugal, em conjunto com as suas unidades polacas e americanas dedicadas a estes mercados”, explicou Jérôme de Metz, Presidente e CEO do Grupo Beneteau.

 

As instalações, em Valença, têm cerca de 60.000 m2, incluindo 20.000 m2 de fábricas e armazéns. Sem funcionamento, há vários anos, o local irá retomar a sua atividade com a produção de barcos a motor, principalmente para as marcas Benetau e Jeanneau.

 

 

[Fotografia capa: Rádio Vale do Minho]

Últimas