PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Valença: D. ‘Sancho’ Carpinteira anunciou uma vila – Eis Contrasta! [veja as FOTOS]

26 Agosto, 2022 - 21:31

2435

0

Mercado Medieval.

Eu, D. Sancho, aqui com minha mui amada esposa D. Dulce de Aragão, outorgo todos os meus herdeiros para que se faça cumprir esta carta a todos os que ouvem, a todos os que lêem para que se faça cumprir Contrasta como vila“.

 

As palavras foram lidas em voz alta ao final da tarde desta sexta-feira, nas varandas dos Paços do Concelho de Valença. O povo, cá em baixo, aplaudiu. Dezenas de pessoas sorriam perante a simpática recriação histórica… mas não só.

 

A interpretar D. Sancho e D. Dulce de Aragão estavam o Presidente e a Vice Presidente da Câmara, José Manuel Carpinteira e Ana Paula Xavier, respetivamente.

 

Foi o arranque do inédito Mercado Medieval de Valença que vai prolongar-se até ao próximo domingo.

 

Antes deste momento mais solene, os figurantes desfilaram pelas ruas do centro histórico. Miúdos e graúdos paravam para ver o Rei e a Rainha. O sorriso abria-se ainda mais quando notavam que eram os próprios Presidente e Vice-Presidente da Câmara.

 

“Viva o Rei! Viva! Viva Portugal!”, gritava-se.

 

Após a leitura e entrega do Foral de Contrasta, naquele ano de 1200, o cortejo regressou ao ponto de partida – a liça, localizada mesmo em frente ao Paiol de Marte. Uma autêntica arena que servirá certamente para muitas atividades ao longo deste fim-de-semana.

 

Os monarcas ocuparam o trono ali colocado. Dezenas de locais e turistas ao redor já com as atenções centradas nos figurantes. Houve música e alguns momentos de malabarismo. Todos aplaudiram.

 

No final, o Rei (ou melhor, o Presidente da Câmara), José Manuel Carpinteira, mostrou-se visivelmente satisfeito perante a afluência de povo àquele momento.

 

“Percebeu-se que as pessoas estão a gostar e nós também! Esperamos que até domingo as pessoas se divirtam e possam conhecer também um pouco mais da história de Valença”, disse o autarca à Rádio Vale do Minho com um sorriso salientando que decidiu interpretar o Rei D. Sancho no sentido de dar também “exemplo de disponibilidade, de participação e de vivência desta festa”.

 

 

Veja a galeria de fotos [Rádio Vale do Minho]

 

 

 

O rei D. Sancho I, recorde-se, teve como uma das principais prioridades povoar o reino. Pessoas… muitas pessoas para dar continuidade a um país ainda novo chamado de Portugal. Ficou conhecido como O Povoador.

 

A história e as origens mais evidentes do desenvolvimento de Valença encontram-se estreitamente ligadas à presença do rei D. Sancho I. Este monarca português decide dar inicio a uma série de tentativas de ocupação das localidades de Tui e Pontevedra.

 

É no quadro destes conflitos entre Portugal e Espanha que Valença, à época conhecida por Contrasta ganha, por volta de 1200, um protagonismo inédito. A posição estratégica, entre o rio Minho e a velha estrada romana, Contrasta constituía o local ideal para vigiar os ataques galegos e para planear as investidas sobre Pontevedra e Tui.

 

A importância que a antiga via romana ganha enquanto local de peregrinação rumo ao túmulo de Santiago, para a qual confluíam peregrinos e viajantes de toda a Península Ibérica.

 

Esta conjugação de fatores levou o rei D. Sancho I a outorgar a sua primeira carta de foral e a aqui decidir erguer uma construção defensiva de carácter permanente – afirmando uma linha de fronteira natural que o rio já estabelecia.

 

 

 

Confira a programação do Mercado Medieval:

 

 

[Fonte: Município Valença]

 

 

[Fotografias capa: Rádio Vale do Minho]

Últimas