PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Galiza

Rede Ibérica das Entidades Transfronteiriças quer alargar envolvimento às universidades

28 Novembro, 2012 - 08:14

61

0

A Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças (RIET) passou a contar com 27 membros através da integração de 15 associações empresariais de fronteira entre os dois países e pretende agora envolver as universidades.

A Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças (RIET) passou a contar com 27 membros através da integração de 15 associações empresariais de fronteira entre os dois países e pretende agora envolver as universidades.

“Não existe na Europa um caso de colaboração entre o setor público e privado como o que se concretizou aqui”, explicou hoje Xoán Vázquez Mao.

O secretário-geral da RIET falava à margem da cerimónia realizada na localidade galega de Baiona (Espanha) para assinalar a integração das associações empresariais dos dois países, entre o Minho e o Algarve, naquela entidade.

Depois das autarquias e agora dos empresários as universidades dos dois países serão “o próximo pilar” a integrar a RIET.

Nesse sentido, segundo Xoán Mao, já decorrem “conversações” com as universidades de Vigo (Galiza) e de Aveiro.

Para já, Xoán Mao reconhece que aquela entidade tornou-se “mais forte” na reivindicação de uma “alternativa à crise” através das potencialidades do território conjunto com a integração dos empresários.

“Nasceu hoje o maior lóbi de fronteira de todos os que existem em qualquer fronteira da Europa e que contará não só com a representação política das autarquias como também das organizações empresariais”, sublinhou.

A RIET tem como propósito principal participar na definição das agendas das cimeiras ibéricas e incluir nestas “questões capitais para o desenvolvimento das fronteiras” dos dois países.

O secretário-geral da RIET recorda tratar-se de uma “fronteira muito dinâmica” mas que “sofreu ataques estranhos como o caso das portagens [antigas SCUT] em Portugal”.

A isto, acrescenta estarem em cima da mesa reivindicações junto dos governos de Espanha e Portugal como o fim do ‘roaming’ telefónico nas zonas de fronteira ou a planificação de parques empresariais para evitar a deslocalização de empresas de um país para o outro.

A concretização de uma ligação ferroviária de alta velocidade entre Madrid e Lisboa ou a modernização da Linha do Minho, para melhorar o serviço entre Porto e Vigo, são outras das prioridades definidas pela RIET.

Últimas