PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

PSD propõe "suspensão do processo de requalificação das urgências"

8 Abril, 2010 - 18:48

99

0

O PSD propôs hoje no Parlamento que o Ministério da Saúde proceda à "suspensão imediata por três meses do processo de implementação de requalificação das urgências, a fim de se proceder a uma reavaliação global do programa".

O PSD propôs hoje no Parlamento que o Ministério da Saúde proceda à "suspensão imediata por três meses do processo de implementação de requalificação das urgências, a fim de se proceder a uma reavaliação global do programa".
Através de um projeto de resolução, os sociais democratas recomendam também "que a reavaliação do programa de requalificação das urgências seja realizada em articulação direta com as autarquias visadas, no sentido de que sejam reconhecidas determinadas especificidades regionais, nomeadamente a acessibilidade das populações à prestação de cuidados de urgência alternativos".
Em conferência de imprensa, no Parlamento, o deputado social democrata Luís Campos Ferreira justificou esta iniciativa dizendo que, na opinião do PSD, "não estão a ser cumpridos" os pressupostos subjacentes aos "encerramentos dos Serviços de Atendimento Permanente (SAP)" em casos como o de Valença do Minho.
"O Ministério da Saúde comprometeu-se, através de um protocolo, a criar situações alternativas de urgência básica que não existem e que não estão criadas. Ou seja, o que está a acontecer é o encerramento pelo encerramento, sem o Governo cumprir com a sua parte, nomeadamente o haver ambulâncias com sistemas de reanimação rápida, serviços de unidade rápida de urgências, médicos especialistas, meios de diagnóstico, etc.", apontou.
Luís Campos Ferreira disse que "o PSD está muito preocupado com as alterações contínuas das redes das urgências e do Serviço Nacional de Saúde" feitas pelo anterior e pelo atual Governo do PS, e considera que estas "têm provocado junto da população um sentimento muito compreensível de insegurança, um sentimento de falta de proximidade dos cuidados de saúde".
Por isso, recomenda ao Governo que estude novamente "o processo de requalificação das urgências" e "entre em conversações com os legítimos representantes da população que são os autarcas".
Questionado pelos jornalistas se espera que os restantes partidos aprovem este projeto de resolução, o deputado social democrata respondeu que sim, por entender que se trata de um projeto "justo". FONTE: Lusa

Últimas