Menu

+

0

0

Alto Minho

Pescadores ameaçam parar embarcações como forma de protesto contra código contributivo

31 Março, 2011 - 08:51

139

0

Os pescadores da pequena pesca costeira esperam que o Governo demissionário suspenda o novo regime de código contributivo da Segurança Social. Representantes de três associações de pescadores do distrito de Viana deslocaram-se à Assembleia da Republica para contactos com os grupos parlamentares.

Os pescadores da pequena pesca costeira esperam que o Governo demissionário suspenda o novo regime de código contributivo da Segurança Social. Representantes de três associações de pescadores do distrito de Viana deslocaram-se à Assembleia da Republica para contactos com os grupos parlamentares.
Os homens do mar ameaçam mesmo parar as embarcações se o Governo não alterar o novo regime que, entre outras alterações, passou a definir que todos os proprietários de pequenas embarcações têm que pagar um valor fixo, mensal, no valor de cerca de 120 euros, mesmo que não tenham rendimentos.
Apesar de não terem trazido garantias, Paulo Alexandre, presidente da Associação de pescadores de Caminha espera que estes contactos venham a dar frutos.

O presidente da Associação de Pescadores de Caminha adiantou também que os contactos vão prosseguir com a Segurança Social e o próprio Ministro das Pescas.

Os pescadores do rio Minho querem pagar impostos em função da quantidade de pescado e das dimensões da embarcação. Por isso exigem a suspensão do novo regime de código contributivo da Segurança Social, que entrou em vigor no início do ano.

Últimas