Menu

+

0

0

Alto Minho

Nuno Silva é candidato à direcção da JS distrital e tem como prioridade reactivar movimento. Congresso realiza

19 Março, 2011 - 10:00

128

0

Com apenas quatro concelhias activas – Caminha, Ponte da Barca, Valença e Vila Nova de Cerveira -, a Juventude Socialista do Alto Minho pretende estar presente nos restantes municípios e constituir os orgãos sociais distritais. O primeiro passo é dado, este sábado, no Congresso, para eleger presidente. Nuno Silva é o único candidato.

Com apenas quatro concelhias activas – Caminha, Ponte da Barca, Valença e Vila Nova de Cerveira -, a Juventude Socialista do Alto Minho pretende estar presente nos restantes municípios. O primeiro passo é dado, este sábado, em ponte da Barca, no Congresso, para eleger presidente.
"À Esquerda, Juntos Faremos a Diferença" é o nome da moção de estratégia, apresentada pelo único candidato à liderança da Juventude Socialista (JS) do Alto Minho, Nuno Silva.
Com experiência na política como autarca de Gondarém, concelho de Vila Nova de Cerveira, Nuno Silva pretende unir os jovens, para que tenham vontade em agir na esfera política, tendo em conta o contexto social e económico que se vive em Portugal.
Dos desafios para o futuro, o jovem socialista diz querer reactivar as restantes concelhias do distrito e aproximar, dos políticos nacionais, os interesses e as opinões dos jovens.
Estas serão, também, as prinicipais ideias que a juventude socialista vai apresentar no Congresso desta tade, em Ponte da Barca.
Reactivar a Juventude Socialista do Alto Minho é o grande objectivo das quatro concelhias activas – Caminha, Ponte da Barca, Valença e Vila Nova de Cerveira.

Últimas