PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Destaques
Monção

Monção: Noite tremenda levou Feira do Alvarinho às estrelas – c/ VÍDEO

7 Julho, 2019 - 07:00

206

0

PUB Épico. Tremendo. Avassalador. E todos os adjetivos que faltam nunca chegariam para descrever o cenário vivido durante a madrugada deste domingo na Feira do Alvarinho de Monção. A tenda […]

PUB

Épico. Tremendo. Avassalador. E todos os adjetivos que faltam nunca chegariam para descrever o cenário vivido durante a madrugada deste domingo na Feira do Alvarinho de Monção. A tenda encheu… e transbordou. Mas o derrame foi de tal ordem que a massa humana dava perfeitamente para encher uma outra tenda. 

Faltavam palavras. Dos políticos, passando pelos fotógrafos até aos jornalistas presentes todos mostravam uma expressão de espanto. Começava ali a noite mais incrível de sempre em 23 edições da Feira de um Alvarinho disposto a mostrar porque é que foi reconhecido uma das 7 Maravilhas de Portugal à Mesa.

Foram horas a dançar. Ninguém queria largar pé de uma pista que parecia não ter fim. Começava dentro da tenda e depois estendia-se por todo o recinto da feira que era já tão pequenina perante tantos milhares de pessoas. 15 mil? 20 mil? Pouco importava. Muito menos ao presidente da Câmara, António Barbosa (PSD), que numa área mais restrita e elevada dançava. Sorria. Brindava com o povo.

“Não há palavras! Basta olhar para isto! E isto é Monção a afirmar-se!”, disse António Barbosa à Rádio Vale do Minho visivelmente emocionado. “Não há limites para aquilo que pode ser a afirmação desta marca. Não há limites!”, acrescentou enquanto a Feira do Alvarinho se ia superando a si própria.

 

António Barbosa:”Não há palavras! Basta olhar para isto! E isto é Monção a afirmar-se!”

 

A madrugada avançava. Duas da manhã. A multidão não arredava pé. A imprensa também não queria perder pitada do que ali estava a acontecer. Havia ainda crianças entre o público… e quase todas às cavalitas dos pais. Sono? Nenhum. E a animação continuava em pista com gente de todas as idades em total euforia.

Barbosa ia sendo saudado por todos os lados. Literalmente. A área onde se encontrava tinha visibilidade tanto para o interior como para o exterior da tenda. O povo chamava pelo presidente. E o autarca lá vinha para mais uns brindes com jovens e menos jovens.

Começaram então a dar entrada naquela zona mais reservada várias individualidades políticas da esquerda à direita. Todos para felicitar o presidente da Câmara pelo êxito estrondoso que a Feira do Alvarinho estava a alcançar. Carlos Morais Vieira, presidente da Comissão Política Distrital do PSD Alto Minho; José Manuel Carpinteira, deputado na Assembleia da República pelo PS; e Anabela Rodrigues, vereadora na Câmara de Valença pelo PS foram alguns dos nomes que passaram por aquele local para cumprimentar e felicitar o autarca de Monção.

Os standes dos produtores continuavam abertos. Todos. E os brindes continuavam ao ritmo da música. “Incrível… incrível…”, ouvia-se em toda aquela zona de bastidores. Questionado pela Rádio Vale do Minho sobre se a edição deste ano terá superado a do ano passado, Barbosa estendeu o braço. Fez 360 graus e apontou toda a moldura humana. “O que é que acha?”, concluiu.

A edição deste ano da Feira do Alvarinho, que agora se assume como “a maior Wine Party de Portugal”, termina este domingo. Durante a manhã haverá ainda muita música ao vivo. A tarde será preenchida com folclore e com mais provas vínicas. O encerramento da Feira está previsto para o final do dia.

 

Veja ou reveja o vídeo da Rádio Vale do Minho de uma noite que entrou para a história da Feira do Alvarinho

 

PUB

Últimas