PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

2

0

Monção

Monção: Eis a carrinha que distribuía a ‘Jota Cola’ de Monção (sabe de onde veio o ‘Jota’?)

26 Julho, 2022 - 20:53

1666

0

Era designada como “refresco” e foi produzida na Rua D. Pedro V.

A raríssima imagem faz parte do invejável espólio da Foto Aliança, em Monção. Mostra a viatura usada pela já extinta Fábrica Estrela para a distribuição daquela que ficou conhecida como a Coca-Cola de Monção: a Jota Cola.

 

A história foi despoletada pela revista do jornal Expresso que, numa reportagem sobre as dificuldades que o conhecido refrigerante norte-americano teve para se implantar em Portugal, soltou o nome da Jota Cola de Monção.

 

A Rádio Vale do Minho procurou saber mais sobre a história deste produto local.

 

Em reportagem divulgada esta segunda-feira, a Rádio Vale do Minho mostrou não só a garrafa da famosa Jota Cola como também divulgou o nome e localização da fábrica onde a mesma era concebida.

 

 

Garrafa de Jota Cola Monção [créditos: Blog Garrafas Pirogravadas com História/Pedro Ferreira]

 

 

No dia 25 de fevereiro de 1959 é publicada a lei que proibia refrigerantes com alcaloides (caso da cafeína), pelo que eram oficialmente banidas as colas, desde que contivessem aquele alcaloide.

 

Sublinha o Expresso que “a perseguição de Salazar não era aos refrigerantes de cola mas aos símbolos de uma certa visão do mundo” que a Coca-Cola e a própria Pepsi representavam.

 

 

Jota Cola de Monção

Havia que cumprir a lei. Enquanto a Coca-Cola batia com o nariz na porta de Portugal, cá dentro explodia a produção de refrigerantes parecidos com a Coca-Cola… mas sem os tais alcaloides proibidos por Salazar.

 

Eram assim considerados gasosas… ou, simplesmente, refrescos.

 

Em Monção, na Rua D. Pedro V, existia a Fábrica Estrela que se dedicava à produção de bebidas gaseificadas. Entre elas estava a Jota Cola de Monção. Uma garrafa de vidro incolor, com letras brancas e a fazer lembrar a tão almejada bebida norte-americana que não podia entrar nem ser fabricada em Portugal.

 

Era designada como refresco. Ninguém queria problemas com o Senhor Presidente do Conselho.

 

Engarrafado e capsulado pela fábrica Estrela Rua D. Pedro V – Monção“, lia-se no verso da garrafa. “Esta deliciosa bebida é para ser servida de preferência gelada“, constava ainda.

 

 

De onde vem o Jota?

Apurou a Rádio Vale do Minho que a Fábrica Estrela era dirigida por João Agre. É a ele que é atribuída a patente da Jota Cola de Monção. E de onde vem o “Jota“? Da primeira letra do nome do patrão: Jota… de João.

 

Mas a fiscalização do Estado Novo era apertada. A Fábrica Estrela não resistiu acabou por fechar portas. Correria ainda a década de 60.

 

Conforme divulgou a Rádio Vale do Minho, a viatura captada na foto acabou vendida aos Bombeiros Voluntários de Monção e adaptada ao combate de incêndios.

 

 

Finalmente… aquele ano de 1977

Chegou a Revolução dos Cravos e o regime ditatorial foi derrubado. No dia 3 de março de 1977 foi  constituída a Refrige – Sociedade Industrial de Refrigerantes SA. Quatro meses depois, no dia 4 de julho, venderam-se na baixa de Lisboa as primeiras garrafas de 200ml de Coca-Cola.

 

Neste ano, é emitido o primeiro anúncio Coca‑Cola em Portugal com o slogan Coca‑Cola, a Tal.

 

 

[Fotografia: Cortesia Foto Aliança]

Últimas