PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Autárquicas

Monção: CDS entregou lista de candidatos – Centristas falam de candidatura que «pode ser decisiva»

4 Agosto, 2017 - 18:58

191

0

Há quatro anos, com Abel Baptista, PS e PSD viram maioria absoluta a escapar-se nos resultados finais.

A candidatura do CDS-PP Monção às próximas eleições autárquicas entregou esta sexta-feira, no Tribunal local, as listas dos respetivos candidatos à Câmara Municipal, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia. Da comitiva, entre outros elementos, fizeram parte os cabeças-de-lista à Câmara e Assembleia Municipal, José Luís Alves e Elisabete Amoedo, respetivamente.
À saída, foi o cabeça-de-lista à Câmara Municipal quem falou à Rádio Vale do Minho. José Luís Alves optou por não falar em vitórias nem de derrotas. Mas deixou «recados» aos adversários nas entrelinhas. “Esta é uma candidatura por Monção e pelos interesses de Monção. Completamente desprovida de interesses políticos”, disse o candidato centrista. À semelhança de 2013, José Luís Alves acredita que “esta candidatura pode fazer toda a diferença”. Recorde-se que há quatro anos, com Abel Baptista a liderar a corrida do CDS-PP à Câmara de Monção, PS e PSD viram a maioria absoluta escapar-se-lhes nos resultados finais. Os centristas conseguiram eleger um vereador e esse feito trouxe vários episódios que prometem durar nos anais da política monçanense.

Mais do que «um vereador de substituição»

Pelo meio, Abel Baptista acabou por renunciar ao mandato. Entrou José Luís Alves que desde logo mostrou que era muito mais do que um vereador «de substituição». Participativo e crítico, mereceu por diversas vezes destaque na imprensa local. Para a memória fica o passado mês de fevereiro em que José Luís Alves trocou as voltas ao PSD e viabilizou, em reunião do Executivo Municipal, a primeira fase do projeto de beneficiação da EN 101/202.
Dos últimos tempos, destaca-se ainda a chamada de atenção por parte do vereador para o estado de conservação da Ponte Medieval sobre o Rio Mouro. Atento ao património, José Luís Alves defende também a preservação do depósito de água da antiga estação ferroviária de Monção. E a pensar nos mais jovens, o CDS-PP considera que as Piscinas Municipais devem abrir antes do dia 1 de julho. Tudo posições defendidas pelo autarca em reunião de Câmara.
José Luís Alves é casado e tem um filho, residindo atualmente na União de Freguesias de Monção e Troviscoso. A nível profissional é responsável por uma instituição bancária na nossa vila. Na atualidade, desempenha também o cargo de vereador efetivo do CDS-PP na Câmara Municipal de Monção, função assumida em Julho de 2016. O candidato está ainda ligado a várias associações locais.
Elisabete Amoedo, natural da Bela, e residente nessa mesma freguesia, é veterinária de profissão, tendo a seu cargo dois consultórios dos quais é proprietária, um deles na vila de Monção. Para a candidata, este é um novo desafio, depois de 20 anos como Presidente da Assembleia de Freguesia da Bela, cargo que ainda exerce.
O prazo para a entrega das candidaturas nos respetivos tribunais termina no próximo dia 7 de agosto. Em 2013, para a Câmara Municipal de Monção, o PS obteve 37,96% dos votos. O PSD ficou logo atrás com 37,92%. O CDS-PP alcançou os 17,7%. A taxa de abstenção foi de 41%. As próximas eleições autárquicas realizam-se no dia 1 de outubro.

Últimas