PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

1

Monção

Monção: Antiga emigrante investe no concelho e abre primeira ‘Brincoteca’

3 Março, 2022 - 21:52

10923

0

Novo espaço para crianças.

Chama-se Pincel Mágico e assume-se como a primeira brincoteca em Monção. Destinado a crianças entre os 3 e os 11 anos, o novo espaço foi inaugurado esta semana.  Bincoteca porque é dedicado às crianças, com zonas distintas que passam pela leitura, por oficinas criativas entre outras.

 

À frente está Lúcia Lourenço, uma monçanense que esteve emigrada na Suiça durante cerca de duas décadas e que regressou decidida a investir mais na terra que a viu nascer.

 

“Tenho este sonho desde a minha adolescência. Esta ideia surgiu há um ano e graças ao apoio da Câmara Municipal consegui um espaço para acolher as crianças”, contou Lúcia Lourenço à Rádio Vale do Minho.

 

O espaço tem capacidade para 25 crianças, que podem ser inscritas em diferentes modalidades de pagamento: entre estas, por exemplo, por hora e mensal.

 

Ainda mal arrancou e o Pincel Mágico já está a fazer sucesso. “Julho e Agosto já estão praticamente cheios”, adiantou.

 

Mas o que podem as crianças fazer no Pincel Mágico? “Muitas atividades que podem passar pelo desenho, pela dança, pela escrita, pela matemática e sobretudo a partilhar”, realçou.

 

O número de funcionárias em serviço irá variar consoante o número de crianças inscritas.

 

 

Nova brincoteca de Monção já está de portas abertas

 

 

 

Fernando Costa: “É uma mais valia para Monção”

A representar o Município de Monção, marcou presença na inauguração o vereador Fernando Costa, que se mostrou muito satisfeito com mais uma empreendedora a investir no concelho.

 

“É mais uma mais valia para Monção e é por isso que o Município apoia este tipo de atividades. É bom para as famílias, para os pais, mas sobretudo para as crianças. É mais um lugar onde podem socializar entre si”, apontou.

 

Um investimento que, enalteceu o vereador, “é uma lufada de ar fresco nestes tempos (ainda) de pandemia e, com crianças, é a esperança de um futuro melhor”.

 

 

[Fotografias: Rádio Vale do Minho]

Últimas