PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Melgaço

Melgaço: Já está a ‘nascer’ a fábrica da “energia do futuro” [FOTOS]

29 Março, 2024 - 16:06

1

0

Será construída a central fotovoltaica, no âmbito do projeto de upgrade tecnológico da Zona Industrial de Penso.

Já arrancaram em Melgaço os trabalhos de limpeza e desmatação no terreno onde será construída a central fotovoltaica, no âmbito do projeto de upgrade tecnológico da Zona Industrial de Penso, denominado Área de Acolhimento Empresarial (AAE) de Nova Geração.

 

“Seremos o maior Município do Alto Minho na produção de energia fotovoltaica e seremos o primeiro Município a produzir hidrogénio verde”, disse o Presidente da Câmara, Manoel Batista.

 

 

[Fotografia: Município Melgaço]

 

 

[Fotografia: Município Melgaço]

 

 

A produção da central fotovoltaica que irá nascer será destinada a autoconsumo coletivo, bem como à mobilidade elétrica e produção de H2 verde.

 

Recorde-se que a candidatura para este projeto, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), foi aprovada em janeiro de 2022, com um valor de cerca de 13 milhões de euros com o objetivo principal de dotar a ZIP e a ZEA de condições energéticas e tecnológicas de excelência.

 

 

[Fotografia: Município Melgaço]

 

 

[Fotografia: Município Melgaço]

 

 

Num total de 110 milhões de euros de Fundos do PRR para o país, foram selecionadas dez AAE a nível nacional, três das quais na NUTS II – NORTE, nomeadamente Melgaço.

 

“Este será um projeto transformador e catalisador na atração de indústrias que sejam mais intensivas em energia e/ou que utilizem H2 nos seus processos produtivos. Estamos a falar de uma revolução do ponto de vista energético, com a construção de seis hectares de produção de energia fotovoltaica, que permitirá oferecer energia a todas as nossas zonas empresariais”, apontou o autarca de Melgaço.

 

“Operamos aqui uma revolução do ponto de vista da atratividade, energético e também do ponto de vista da comunicação, dado que estas zonas empresariais vão ser dotadas de tecnologia 5G nas suas comunicações”, explicou Batista.

 

 

 

[Fotografia: Município Melgaço]

 

 

“As empresas instaladas e as que se venham a instalar no futuro nas zonas empresariais de Melgaço terão, assim, ao seu dispor, vantagens comparativas em matéria de transição digital e energética, ímpares na região”, acrescentou.

 

“Não tenho dúvidas de que estas duas zonas empresariais posicionarão Melgaço na linha da frente em termos de competitividade no acolhimento empresarial e reforçarão a sua centralidade no contexto da euro-região Galiza-Norte de Portugal, uma das mais importantes da Europa”, concluiu.

 

Vale referir que toda a madeira do terreno onde decorrem os trabalhos, será entregue à Freguesia de Penso, como uma das contrapartidas pela cedência do terreno.

 

 

[Fotografia capa: Município Melgaço]

Últimas