PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Mega

13 Março, 2010 - 13:36

422

0

Dos 8 aos 80 e de todas as classes sociais, 400 mulheres juntam-se esta hoje à noite à mesa, para comemorar o Dia Internacional dda Mulher, que se assinalou na passada segundafeira.

Dos 8 aos 80 e de todas as classes sociais, 400 mulheres juntam-se esta hoje à noite à mesa, para comemorar o Dia Internacional dda Mulher, que se assinalou na passada segunda-feira. Esta é já a 9ª edição de um convívio onde a entrada de homens é proibida. O mega-jantar, que decorre num restaurante de São Pedro da Torre, no concelho de Valença, é promovido pela Associação Adeptas da Liberdade, criada no final de 2009. Um evento com um programa diversificado, desde logo com a representação da peça de teatro, o "Emigrante", danças das músicas que marcaram várias épocas, uma mostra de trajes típicos das várias províncias portuguesas, e no fim, uma rapozódia popular de cantares tradicionais, que termina com poesia dedicada à mulher. O que não falta mesmo é o bolo de aniversário, acompanhado por um mega-brinde, e um vira das adeptas da liberdade.
Esta iniciativa nasceu, há nove anos, de duas amigas. O grupo foi crescendo, e nesta altura "não há restaurante que tenha lugares para tantas mulheres juntas", diz Maria João gama, uma das organizadoras. São 400 mulheres, mas "as inscrições ultrapassam em muito em número, mas têm que ficar para o ano as restantes". O objectivo é o de "proprocionar um dia diferente, mas também chamar a atenção para o papel fundamental da mulher, agora como associação já temos um plano de actividades em que queremos alargar a nossa acção, no fundo, pôr as mulheres a mover".
Se ainda existem desigualdades entre mulheres e homens, Maria João Gama confirma que "sem dúvida, mas cada vez menor, em termos salariais, quer em termos de tratamento". E acrescenta: "Há homens que pensam que a mulher é um objecto de exploração, estando de corpo como de sentimento", e ironiza: "Há muitos homens que só pensam na Tv Cabo e na Tv Rabo". O início está marcado para as 20h00 e sem hora para regressar a casa.
De salientar, a Associação Adepatas da Liberdade é uma associação sem fins lucrativos, criada em setembro de 2009, e que, para já, reúne 10 sócias. Agora, com aprovação dos estautos, a associação quer alargar o número de associados e já está a elaborar um plano de actividades, que passam por teatro, caminhadas, parcerias com a Galiza.

Últimas