PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Julgamento de GNR que agrediu manifestante começu nesta sexta

26 Março, 2010 - 17:23

68

0

O Tribunal de Valença começou hoje a julgar o caso insólito de um manifestante que acusa um graduado da GNR local de lhe ter mordido um dedo. Esta primeira sessão ficou marcada pela ausência do advogado do Tenente, tendo sido apenas ouvida a versão do GNR.

O Tribunal de Valença começou hoje a julgar o caso insólito de um manifestante que acusa um graduado da GNR local de lhe ter mordido um dedo. Esta primeira sessão ficou marcada pela ausência do advogado do Tenente, tendo sido apenas ouvida a versão do GNR. Miguel Branco rejeitou a acusação de agressão ao manifestante, dizendo que esteve "sempre voltado de costas para a manifestação" e ao sentir um toque nas costas, virou-se e viu Olívio Nascimento. Terá, então, posto o manifestante à sua frente, quando foi alvo de uma tentativa de agressão. Nesta primeira sessão do julgamento, foram mostradas imagens da estação televisiva TVI do acontecimento que remonta a 18 de Fevereiro de 2007, altura que decorria uma mega-manifestação contra o encerramento das urgências. A juiza diz que as declarações revelam-se "contraditórias às prestadas em fase de inquérito". Para já ficou marcada nova sessão de julgamento para 12 de Abril, às 10 horas, no Tribunal de Valença.

Últimas