PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Ponte da Barca

JSD aprova moção com alterações às regras do PNPG e defendem redução de taxas e impostos para "fixar" jovens no concelho

11 Abril, 2011 - 16:58

27

0

Os militantes da Juventude Social-Democrata (JSD) de Ponte da Barca aprovaram, este sábado, em plenário, uma moção, na qual reivindicam a alteração de algumas regras que regem o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG).

Os militantes da Juventude Social-Democrata (JSD) de Ponte da Barca aprovaram, este sábado, em plenário, uma moção, na qual reivindicam a alteração de algumas regras que regem o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). Os jovens militantes defendem que a nomeação do director do parque deverá ser da competência das Câmaras Municipais abrangidas e que a sede do parque deverá ser fixada num dos concelhos que integram o parque nacional, sendo que, actualmente, a mesma se encontra no concelho de Braga. À Rádio Vale do Minho, o presidente da JSD de Ponte da Barca, José Alfredo Oliveira, refere que o património natural deverá ser preservado, mas não de forma a que ponha em causa o desenvolvimento económico. Os jovens barquenses defendem, por isso, a instalação de um sistema de energias renováveis, em particular, o parque eólico.
A completar a moção, os jovens militantes da JSD de Ponte da Barca entendem que deveriam ser implementadas medidas fiscais, como reduções de taxas e/ ou impostos, para incentivar os jovens a não abandonar a área do Parque Nacional da Peneda-Gerês, colocando em prática uma "discriminação positiva".
Para garantir que estas medidas sejam aplicadas, a JSD barquense vai encetar encontros com as outras estruturas jovens do partido dos concelhos que integram a área do PNPG e com as Nuevas Xeraciones do Partido Popular de Espanha, no sentido de "reforçar uma posição conjunta". Será, ainda implementada uma petição pública, para que a própria população dê o seu contributo, para aquilo que deve "ser prioritário" na região.
As conclusões dos diversos encontros e a moção serão, numa fase posterior, entregues ao Governo Civil de Viana do Castelo e ao Governo instituído apartir de 5 de Junho.

Últimas