PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Galiza

Galiza: Emblemático restaurante com mais de 130 anos fechou portas

9 Outubro, 2023 - 01:12

2185

0

Era o estabelecimento comercial mais antigo do concelho.

O conhecido café restaurante Aquilino, em A Guarda, concelho galego vizinho de Caminha, fechou portas em definitivo no passado dia 1 de outubro.

 

O triste anúncio foi feito pelo casal que, nos últimos anos, tem estado à frente do estabelecimento – Pepitín e Toñi Rodríguez, familiares do fundador desta casa: Bienvenido Vázquez, em 1890, no Paseo de Portugal.

 

Era o estabelecimento comercial mais antigo do concelho em funcionamento ininterrupto.

 

O casal, segundo o jornal Telemariñas, optou pela reforma antecipada.

 

Na nota divulgada na página do Facebook do estabelecimento, agradecem especialmente a todos os clientes e amigos.

 

“É impossível resumir em palavras o que esta casa e cada um de vocês significaram para nós. Vimos crescer aqui gerações inteiras, amizades que duram a vida toda e momentos de alegria que nos enchem de satisfação”, começam por recordar.

 

“Porém, como na própria vida, tudo tem seu ciclo, e chegou a hora de encerrar esta etapa. Isto não significa que desaparecemos completamente, mas que estamos a abrir as portas a novas oportunidades e desafios que nos aguardam no futuro”, prosseguem.

 

 

 

Toñi e Pepitín, atuais proprietários

[Fotografia: Bar Casa Aquilino]

 

 

 

“Embora o bar com Toñi & Pepitín feche as portas, as amizades e os laços que aqui construímos perdurarão. Esperamos vê-los em outros lugares e horários, e sempre lembraremos dos momentos compartilhados em nossa casa com amor e gratidão. Obrigado por fazer parte da nossa história, pelo apoio e pelas lembranças inesquecíveis que nos proporcionou”, acrescentam.

 

 

 

Emblemático restaurante no Paseo de Porugal, em A Guarda

[Fotografia: Bar Casa Aquilino]

 

 

Cozido e lampreia eram especialidades da casa

[Fotografia: Bar Casa Aquilino]

 

 

 

O fundador da casa faleceu em 1925. O negócio teve continuidade pela mão da esposa até 1966. Seguiram-se os filhos e, a partir de 1985, os atuais proprietários também descendentes de Bienvenido.

 

Antes da I Guerra Mundial, chegou a funcionar também como livraria, farmácia, mercearia e até ali se chegaram a comprar armas.

 

Entretanto, avança ainda aquele jornal, o Aquilino vai dar lugar a um novo estabelecimento com o nome de Gula.

 

Será também um espaço de restauração onde vão estar à mesa “produtos locais e produtos internacionais”.

 

 

[Fotografia capa: Bar Casa Aquilino]

Últimas