PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Galiza

Galiza: Burlonas faziam peditórios nos Caminhos de Santiago… e guardavam o dinheiro na roupa interior

25 Outubro, 2022 - 00:06

685

0

Grupo atuava várias vezes no Caminho Francês. 

O esquema duraria há meses. Faziam passar-se por colaboradores de entidades beneficentes e convidavam os peregrinos de Santiago a contribuir para a causa

 

A Guardia Civil colocou um ponto final à situação esta segunda-feira, com a detenção de quatro suspeitos, de nacionalidade romena, com idades entre os 20 e os 50 anos, todos residentes na província de Lugo, na Galiza.

 

Estão acusados de crime de fraude continuada, falsificação de documentos e invasão de propriedade.

 

Segundo o jornal Quincemil, os suspeitos faziam passar-se por colaboradores de entidades beneficentes. Atuavam no Caminho de Santiago, sobretudo na zona de Lugo. Abordavam os peregrinos e pediam doações “de forma insistente e várias vezes obstruindo a passagem daqueles”.

 

 

 

Mulheres pediam donativos e “guardavam na roupa interior”

Dado o relevante número de queixas e denúncias registadas, a Guardia Civil procedeu às investigações. Intensificou a vigilância no Caminho por forma a localizar os suspeitos que, concluiu a autoridade, “atuavam de forma organizada”.

 

“Enquanto as mulheres se dedicavam a pedir donativos, os homens vigiavam. Elas guardavam o dinheiro na roupa interior para dificultar o trabalho da polícia”, descreve a Guardia Civil citada pelo mesmo jornal.

 

O grupo atuava várias vezes no Caminho Francês.

 

A Guardia Civil estima que o grupo estaria “a arrecadar 4.000 a 5.000 euros por mês” com aquela atividade criminosa.

 

Os detidos vão ser presentes esta terça-feira ao Tribunal de Sarria, na província de Lugo.

 

 

[Fotografia: Ilustrativa/DR]

Últimas