PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Alto Minho

Está pronto! – Eis a devoção do Alto Minho ao Papa Francisco

3 Agosto, 2023 - 13:41

1083

0

Jornada Mundial da Juventude.

Está no Parque Eduardo VII e já encanta quem passa.

 

O típico tapete de sal anualmente confecionado por moradores da Ribeira de Viana do Castelo para a Romaria d’Agonia foi recriado, em Lisboa, com mais de uma tonelada e meia, para a cerimónia de
acolhimento do Papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

 

A convite da organização da JMJ um grupo de oito pessoas de Viana do Castelo concebeu o tapete inspirado nos bordados de Viana, com uma área total de 75 metros quadrados.

 

Tem 26 metros de comprimento. É composto por uma tonelada e meia de sal, também tingindo com as cores vermelha e azul, além de flores e outros adereços.

 

“Acima de tudo é uma honra por Viana do Castelo ter sido escolhida e por estarmos a representar a nossa Ribeira, as nossas gentes e as nossas tradições, este convite à VianaFestas, que organiza a Romaria d’Agonia, leva ao palco do mundo neste momento a nossa fé e a nossa Romaria”, explicou João Chavarria, que lidera o grupo em Lisboa, responsável pela confeção do tapete que será percorrido quinta-feira pelo Papa Francisco.

 

 

 

[Fotografia: Fátima Campos Ferreira]

 

 

Fátima Campos Ferreira: “O Papa ia adorar a alegria colorida das festas da Agonia”

A obra já mereceu rasgados elogios. Entre eles, palavras de Fátima Campos Ferreira, jornalista da RTP, natural de Valença.

 

“O coração do Minho e o seu distrito no lugar que também merecem. Todos merecem! O Papa ia adorar a alegria colorida das festas da Agonia e das suas procissões. Os sons dos Zes Pereiras e o bailar de gigantones e cabeçudos. Por agora são as flores matizadas e imponentes aos pés de Francisco!”, escreveu a jornalista nas redes sociais.

 

Todos os anos, na noite de 19 de agosto, em plena Romaria de Nossa Senhora d’Agonia, as gentes da Ribeira de Viana do Castelo prepara durante toda a noite centenas de metros de tapetes de sal pelas principais ruas.

 

Esses tapetes, normalmente com motivos ligados à pesca, à festa e à cidade, são percorridos no dia seguinte, dedicado à padroeira da Romaria, pelos andores no regresso da também tradicional procissão ao mar nas embarcações dos pescadores, sempre sob o olhar de milhares de pessoas.

 

No último momento de confeção são dezenas de pessoas em cada uma das seis ruas que se encarregam do trabalho, de todas as idades, mas a preparação começa meses antes, com a escolha dos motivos e o tingir do sal.

 

A Romaria d’Agonia vai realizar-se este ano de 14 a 22 de agosto.

 

A devoção à Senhora d’Agonia iniciou-se em 1751, com a entrada da imagem na Capela do Bom Jesus. Em 1783, a Sagrada Congregação dos Ritos concedeu faculdade e licença para todos os anos se celebrar nesta capela, no dia 20 de agosto, uma Missa Solene, data que a cidade de Viana elegeu como Feriado Municipal e que se comemora desde então.

 

[Fotografia capa: Fátima Campos Ferreira]

Últimas