PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Monção

Banda de Monção deslumbrou centenas na Praça Deu-la-Deu [VÍDEOS e FOTOS]

4 Setembro, 2022 - 01:24

3538

0

Filarmónica chegou aos 230 anos de existência.

A Praça Deu-la-Deu, no centro histórico de Monção, encheu e aplaudiu este sábado a Banda Musical de Monção (BMM) que proporcionou a centenas de pessoas um “espetáculo soberbo” e “memorável” nas palavras de muitos dos que assistiram.

 

Um concerto que, recorde-se, pretendeu assinalar os 230 anos de existência daquela filarmónica.

 

Durante o espetáculo, a banda interpretou temas de filmes e de conhecidas bandas que fizeram e de outras que continuam a fazer história no panorama musical mundial.

 

A mostrar músculo, a BMM cedo interpretou o tema Eye of the Tiger, eternizado no filme Rocky III (1982). E seguiu por um vasto leque de bandas e artistas, entre os quais ABBA, Scorpions e os nossos Xutos&Pontapés.

 

Temas estes que contaram com a participação de vários artistas monçanenses, nomeadamente Jorge Nande (voz); Dario Rocha (guitarra); Marlene Rodrigues (voz); Gabriel Matos (voz); Teresa Rodrigues (voz); Vasco Cruz (guitarra portuguesa).

 

 

Veja o momento do medley Xutos&Pontapés:

 

 

 

Já no encore, a BMM interpretou ainda os temas Summer of ’69, de Bryan Adams e Hey Jude, dos Beatles.

 

 

Veja as fotos:

 

 

Mas o espetáculo não podia terminar sem um dos temas mais esperados pelo público: o Hino da Banda, que é também um dos temas mais emblemáticos do concelho. Pelo meio, snippet A Ponte do Rio Kwai e Yellow Submarine, dos Beatles. Mais um longo aplauso no final.

 

 

Veja e oiça o Hino de Monção AQUI [clique para abrir]

 

 

Barbosa: “A Banda de Monção é hoje exemplo daquilo que deve ser o concelho”

O presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, assistiu ao concerto e mostrou-se maravilhado no final.

 

“Foi um espetáculo fantástico. É meia-noite e esta praça está apinhada de gente. Foi uma feliz mistura entre a banda e artistas conceituados de Monção”, disse o autarca monçanense à Rádio Vale do Minho, que enalteceu ainda o facto de a BMM mostrar muitas caras novas.

 

“A Banda de Monção é hoje exemplo daquilo que deve ser o concelho: utilizar a experiência, juntando cada vez mais juventude. É uma banda que se tem transformado, aproveitado a mais-valia dos mais antigos para despertar a vontade dos mais jovens em ir até à banda, aprender música e fazer parte de uma família importante para o nosso concelho”, destacou.

 

Também muito orgulhoso mostrou-se o presidente da BMM, João Silva.

 

“A Banda de Monção é um pouco isto que acabamos de ver: uma banda multifacetada. Misturamos vários géneros de música, de várias gerações”, realçou o responsável confirmando que “a BMM está muito renovada” e, de um total de 80 elementos, “a média de idades ronda os 20 anos”.

 

De referir que desde 2003 que a BMM está sob a batuta do maestro José Vicente Simeó Mañez, também calorosamente aplaudido esta noite.

 

O registo mais antigo conhecido da Banda Musical de Monção está inscrito numa ata da Santa Casa da Misericórdia de Monção, datado de 25 de fevereiro de 1792. Nessa época, era conhecida como Banda de Muzica da Vila, presumindo-se, contudo, que a sua existência seja ainda anterior.

 

 

[Fotografias capa: Rádio Vale do Minho]

Últimas