PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Associação de Moradores da Seara ainda sem resposta do Governo a proposta alternativa do TGV

29 Março, 2010 - 14:50

139

0

Termina hoje o prazo de entrega do parecer do Ministério do Ambiente, face à proposta alternativa do TGV que a Associação de Moradores da Seara entregou no passado dia 12 de Janeiro. Até ao momento, a associação ainda não obteve qualquer tipo de resposta, por parte da entidade governamental.

Termina hoje o prazo de entrega do parecer do Ministério do Ambiente, face à proposta alternativa do TGV que a Associação de Moradores da Seara entregou no passado dia 12 de Janeiro. Até ao momento, a associação ainda não obteve qualquer tipo de resposta, por parte da entidade governamental.
"Ficou estipulado que até hoje eles dariam uma resposta, mas ainda não recebemos nada, mas eu tive o cuidado de ir até à Câmara, na semana passada, saber se eles, como entidade, tinham recebido alguma coisa e não, até agora nada, estamos no aguardo", explicou Alice Seixosa, uma das representantes do movimento."Eu acredito que venha por correio, assim como nós enviamos a nossa proposta documentada e registada via correio, acredito que venha dessa forma", acrescentou.
A 12 de Janeiro a Associação de Moradores da Seara, em Valença, entregou ao Ministério do Ambiente um documento que continha uma proposta alternativa ao traçado de TGV, proposto pelo Governo, no que respeita ao impacto ambiental. Para Alice Seixosa, este é um documento com mais vantagens para o município, dada a diferente localização geográfica proposta.
"O nosso traçado tem uma visão de terreno diferente da deles, porque onde o Governo fez o traçado abrange muitas mais casas e a nossa, mantendo-se dentro dos 400 metros, um pouco mais a nascente, livra muitas casas, fica mais fácil para a população, para não sofrer tanto esse impacto, porque o traçado deles vai mesmo ao encontro de várias habitações e indústria", salientou a responsável.
Até ao final do dia de hoje, a Associação de Moradores valenciana aguarda uma resposta por parte do Ministério do Ambiente, numa altura em que o Governo adia para 2015 o processo de conclusão da ligação ferroviária Porto-Vigo.

Últimas