PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Vale do Minho

APA contesta nova prosposta de rotulagem de vinhos de mesa

18 Março, 2010 - 12:48

104

0

A Associação de produtores de vinho Alvarinho (APA) reuniu-se, nesta quarta-feira de manhã, com o secretário de Estado da Agricultura, solicitando uma vez mais a revisão do projecto de portaria que prevê a indicação do ano de colheita e das castas de uva na rotulagem dos vinhos de mesa.

A Associação de produtores de vinho Alvarinho (APA) reuniu-se, nesta quarta-feira de manhã, com o secretário de Estado da Agricultura, solicitando uma vez mais a revisão do projecto de portaria que prevê a indicação do ano de colheita e das castas de uva na rotulagem dos vinhos de mesa. Desta forma, a APA manifesta-se contra esta portaria, dado que, segundo Aleixo Caldas, "poderá induzir em erro os consumidore", confundindo o vinho de mesa da casta Alvarinho corrente, de "fraca qualidade" com o vinho Alvarinho produzido na região."Os vinhos de mesa são os vinhos de mais baixa qualidade do mercado e amanhã estamos sujeitos a apanhar Alvarinho de proveniência muito suspeita. E nós que produzimos com qualidade, temos métodos de certificação muito apertados, com taxas bastante elevadas, não podemos competir com esse tipo de vinhos", explicou à RVM Aleixo Caldas.
Além do encontro desta manhã entre o representante da APA e o secretário de Estado da Agricultura, também a Comissão de Viticultura da Região de Vinhos Verdes (CVRVV) pretende pressionar o Governo, para o possível recuo desta decisão. Como diz o representante dos produtores de Melgaço e Monção, o importante é garantir a "protecção" da casta.
Aleixo Caldas explica que se tal vier a acontecer, irá "vulgarizar" o vinho de denominação de origem "Vinho Verde Alvarinho" e desacreditar toda a sub-região, causando graves efeitos no interior do comércio.

Últimas