PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Desporto

Antevisão do fim-de-semana desportivo de 24 a 27 de Fevereiro

24 Fevereiro, 2012 - 12:12

281

0

Começa a notar-se grande similitude entre o clima (temperaturas) e o desporto, pois também no fenómeno desportivo “as coisas começam a aquecer” ou não caminhássemos a passos largos para as grandes decisões. Exactamente, as decisões aproximam-se em catadupa e as emoções recrescem.
O último fim-de-semana de Fevereiro é marcado, entre os clubes “Vale do Minho”, também por alguns derbies e encontros de decisões.

Começa a notar-se grande similitude entre o clima (temperaturas) e o desporto, pois também no fenómeno desportivo “as coisas começam a aquecer” ou não caminhássemos a passos largos para as grandes decisões. Exactamente, as decisões aproximam-se em catadupa e as emoções recrescem.
O último fim-de-semana de Fevereiro é marcado, entre os clubes “Vale do Minho”, também por alguns derbies e encontros de decisões.
Começando pelos nossos representantes no Nacional, que entram na antepenúltima ronda, ao Cerveira caberá a tarefa de se deslocar até à vila de Fão, para defrontar os fangueiros, “colegas” próximos nos lugares do fundo da tabela classificativa. Se os comandados de Aníbal Ferreira querem manter viva a chama da permanência não podem alargar o fosso que os separa. Este jogo é, pela razão avocada, de importância alta e daqueles que podem valer bem mais que três pontos nos objectivos do clube da vila das artes.
O Melgacense, pelo que temos vindo a apregoar, corre para o objectivo de alcançar o sexto lugar (único disponível) e competir com toda a tranquilidade na segunda fase. A deslocação é de grau de dificuldade elevado, à Cruz do Reguengo, onde o Vilaverdense não tem tido grandes complacências para quem o visita. Porém, já dois clubes passaram ali incólumes e a esperança dos melgacenses mora também no ditado que “não há duas sem três”. O ideal seria o Melgacense juntar o útil ao agradável, ou seja, somar à conquista dos três pontos a ultrapassagem ao Esposende, pela derrota deste último em terras de Santa Maria. Objectivo mínimo dos mínimos, a verificação dum dos pressupostos ou, pelo menos, empates de modo a manter, na pior hipótese, a situação actual.

Na Honra, após a decisão da Taça, eis o campeonato de regresso e a entrar no último terço, com um derbie “Vale do Minho” à cabeça, tão importante porquanto se trata de enfrentar o líder Courense ao Valenciano, com o factor comum de ambos a sair duma fase menos produtiva. Após uma derrota antecedida por dois empates, que lhe valeram a junção na liderança, os comandados de Quim Zé enfrentam os vizinhos de Valença que somam duas derrotas em outros tantos confrontos. Perdendo pontos, os primeiros correm risco total de ultrapassagem pelo Ponte da Barca; os valencianos, serem também relegados dois postos abaixo e cair em lugares pouco consentâneos com o “estatuto” do clube. Estão lançados ingredientes para um grande derbie “Vale do Minho”.
O Desportivo de Monção volta ao Visconde da Barrosa, desta feita para o campeonato, onde vai encontrar um Vila Franca à espera de “vingar” a derrota, e o modo como se consumou, da Taça de Honra. Apesar de ter perdido a Taça de Honra, o empate nas Neves foi motivador e poderá servir de força extra para superar as dificuldades e não correr igualmente riscos de queda em dois postos.
Depois dos “nossos” concentram-se as atenções no 15 de Agosto, onde o Lanheses quererá “retribuir” os três pontos ao Courense, derrotando também o Ponte da Barca, come esta última equipa atenta ao derbie em Paredes de Coura. Um campeonato bem vivo e interessante.

Na Divisão secundária, o nosso representante, Campos recebe o Gandra, um dos vencedores da primeira ronda e neste mini campeonato, quem quer subir não pode falhar em casa. Por isso, não resta margem de erro aos comandados de Carlos Viana senão vencer o adversário até para se colocar, desde logo, à sua frente.
No torneio e fazendo jus ao atributo que demos a Raianos e Castanheira – “estatuto de mais sérios candidatos na aspiração à final” – esperávamos um grande derbie no Areal, mas guardar-nos-emos para 18 de Março, aproveitando ambos os conjuntos para recuperar energias e ficar-nos-emos pela deslocação do Moreira ao Perrichon, para defrontar um Moledense que foi o “martirizado” da ronda inaugural.

E que dizer do Inatel? Tem um jogo decisivo para o corolário da prova e envolve mais um conjunto Vale do Minho: a deslocação de Longos Vales ao campo das Cegonhas para defrontar o líder Anais. Será o jogo da jornada e do campeonato. A vitória dos monçanenses projecta-os ao topo; e se o empate deixa tudo em aberto, com a diferença dos dois pontos actuais, a derrota conduz à “despedida” do título. Rigorosamente no outro extremo joga o Estrela de Monção na deslocação a Deucriste, podendo fugir ao seu adversário pela vitória, manter a diferença pelo empate ou trocar de posição para a lanterna vermelha, caso se deixe vencer.

Sem descurar as modalidades, como o temos vindo a fazer, atentem-se as importâncias do Moreira – Lanheses, em Juniores, que pode ditar o ponto necessário aos “canarinhos” para apuramento à fase final, ou o Moreira – Barroselas, em Juvenis, pela possibilidade de relançar a equipa monçanense na rota do apuramento ou o mais decisivo Castanheira – Monserrate, em Futsal Feminino, com importância acrescida para decisão do título. Já agora, frisem-se as hipóteses de Desportivo de Monção e Cerveira poderem atingir as meias-finais da Taça de Iniciados, caso derrotem Ancorense e Lançatalento, na manhã de Domingo.
E em mais uma linha, quatro derbies “Vale do Minho” para a manhã de Sábado: Fontourense/Cerveira e Raianos/Courense, em Benjamins e Fontourense/Valenciano e Moreira/Desportivo de Monção, em Infantis.
Tudo isto, sem deixar de acompanhar as emoções dos “grandes”, com o campeonato mais animado, após os “conquistadores” terem relançado a prova.
Esta como corolário, já que pelo “Vale” haverá matéria mais que suficiente para um grande fim-de-semana de emoções, com muitos jogos e bastantes derbies.
Como habitualmente, saberá todos os pormenores do desenrolar dos encontros, na “TARDE DESPORTIVA”, no ar a partir das 14.30 horas de Domingo.
Depois das emoções de Domingo, esteja atento ao rescaldo na tarde ou noite de Segunda-feira, no “Prolongamento” ou nos “Tamanhos da Bola”, no dia imediato.

Últimas