PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Caminha

Alto Minho: Ver uma barrica de cerveja ser aberta à martelada

10 Julho, 2023 - 16:40

1004

0

Artbeerfest.

Será um momento inédito em Portugal. Vai abrir a edição deste ano do Artbeerfest, em Caminha. Um festival de cerveja artesanal que traz àquela vila alto-minhota milhares de visitantes todos os anos. Começa na próxima quinta-feira e vai prolongar-se até domingo.

 

O evento celebra este ano o 10º aniversário.

 

De acordo com a organização, a cerimónia de abertura está marcada para as 18h30. 

 

O momento alto será a abertura de uma barrica de madeira de Budvar Pilsner. Mas não vai ser uma abertura qualquer… será aberta com a torneira e martelo, à boa maneira da tradição Checa, pelo Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Rui Lages.

 

De referir que a cervejeira Budvar é, desde 1895, patrimonio nacional coletivo da Chéquia. A embaixada deste país e os seus mestres cervejeiros juntam-se também a este momento com uma representação
oficial.

 

São mais de 400 cervejas diferentes. Mais precisamente, 401 que vão estar presentes na edição deste ano do Artbeerfest, em Caminha.

 

Segundo a organização, é o maior número de sempre.

 

São esperadas cervejas vindas sobretudo da Europa, nomeadamente Chéquia, Dinamarca, Israel, Espanha, Lituânia, Inglaterra, Bélgica, Itália, Hungria, Sérvia, Luxemburgo, Suiça, Grécia e Noruega.

 

Recentemente reconhecido como “Melhor Festival Não Musical” da Península Ibérica pelos conceituados Iberian Festival Awards, o Artbeerfest Caminha foi-se construindo e consolidando enquanto evento eclético, diverso e multidisciplinar, onde a experiência do visitante e dos seus locais vai muito além da temática cervejeira.

 

O Artbeerfest Caminha é organizado pela OG&Associados, uma empresa de produção de eventos portuguesa, que se destaca no apoio e na dinamização do sector da cerveja artesanal no país, liderando de forma incontestável a organização de festivais temáticos.

 

Em 2013, surpreende todos com a organização do Artbeerfest em Caminha – fora dos ‘previsíveis’ centros urbanos – num momento em que praticamente não havia produção nacional e em que mal se ouvia falar do tema por cá.

 

 

[Fotografia: Artbeerfest]

Tópicos:

#Artbeerfest

Últimas