PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

0

Alto Minho

“Alterações climáticas não servem para explicar totalmente a severidade dos grandes incêndios”

12 Outubro, 2022 - 10:48

264

0

Proteção Civil.

“As alterações climáticas não servem para explicar totalmente a severidade dos grandes incêndios. O recuo demográfico, o envelhecimento das gentes das nossas aldeias e a falta de gestão dos espaços florestais explicam também este flagelo”. É o que defende Vítor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, que passou a liderar Comissão Distrital de Proteção Civil do Distrito de Viana do Castelo.

 

O autarca reconhece que “o futuro será cada vez mais difícil e, portanto, aumentarão às exigências das intervenções. Neste contexto, a proteção civil é cada vez mais um trabalho coletivo, onde o espírito de cooperação será fundamental para atingirmos os objetivos, com eficácia”.

Trabalhar com proximidade e espírito de colaboração

O novo presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil do Distrito de Viana do Castelo defende que “com humildade e empenho”, esta estrutura procurará “trabalhar com proximidade e espírito de colaboração com todos os agentes de proteção civil. Através da cooperação e da coordenação das várias unidades distritais de proteção civil, poderemos ultrapassar algumas das nossas fragilidades e prestar um melhor serviço às populações. Conto com todos, e esperamos aprender muito”, sublinhou.

 

Vitor Paulo Pereira também reconhece que “num contexto de várias preocupações, os fogos florestais, pelas razões conhecidas, são a maior ameaça à segurança das populações do Alto Minho. Todos os anos, os incêndios florestais aumentam de intensidade, atingem maior gravidade e estendem-se a meses inesperados. São o maior desafio que se coloca à proteção civil distrital e que exige a melhor articulação entre todas as entidades envolvidas para minimizar os impactes sobre a floresta, ambiente e sociedade”, explicou o agora designado presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil do Distrito de Viana do Castelo.

 

“Sabemos que o futuro será difícil e exigente, mas temos a certeza de que tudo faremos para que esse futuro seja melhor”, prometeu Vitor Paulo Pereira, concluindo com um agradecimento ao ex-autarca de Caminha, que foi recentemente nomeado secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro: “A terminar aproveito para agradecer todo o incansável trabalho, esforço e dedicação do antigo Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil, Miguel Alves”, concluiu.

 

A Comissão Distrital de Proteção Civil tem por missão acompanhar as políticas diretamente ligadas ao sistema de proteção civil e acionar os planos distritais de emergência, bem como promover a realização de exercícios, simulacros ou treinos que contribuam para uma melhor operacionalidade e eficácia dos meios adstritos à Proteção Civil deste território.

 

Acompanham Vitor Paulo Pereira nesta Comissão Distrital de Proteção Civil do Distrito de Viana do Castelo os presidentes das Câmaras Municipais de Monção, António Barbosa, e de Ponte da Barca, Augusto Marinho.

 

 

[Fotografia: Arquivo/Rádio Vale do Minho]

Tópicos:

#Incêndios

Últimas