PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Destaques
Eurocidade Valença/Tui

Valença/Tui: Vem aí o Cartão de Eurocidadão – Documento promete várias vantagens

12 Fevereiro, 2020 - 09:47

111

0

PUB A criação do Cartão de Eurocidadão de Valença e Tui está no horizonte destes dois Municípios vizinhos na próxima década. É, aliás, uma das 13 medidas incluídas no  plano […]

PUB

A criação do Cartão de Eurocidadão de Valença e Tui está no horizonte destes dois Municípios vizinhos na próxima década. É, aliás, uma das 13 medidas incluídas no  plano estratégico para os próximos 10 anos, documento integrado no projeto ibérico Unicidade – Eurocidade Valença-Tui.

O documento foi aprovado na passada segunda-feira, durante a primeira Assembleia da Eurocidade Valença/Tui, realizada em Valença e que juntou as forças políticas de ambos os concelhos. O encontro reuniu 56 eleitos de nove grupos parlamentares das duas cidades.

“A Eurocidade é um desafio que se torna cada vez mais útil para todos nós”, considerou o presidente da Câmara de Valença, Manuel Lopes à Rádio Vale do Minho, realçando a partilha de equipamentos de vária índole que já tem sido feita pelas duas cidades.

 

 

Este cartão de eurocidadão irá permitir o acesso aos serviços de ambos os lados, a espaços culturais e desportivos entre outros, estão entre as medidas propostas na assembleia da eurocidade, constituída em 2012.

Entre outras medidas estão também medidas mais ecológicas e com menos emissões de dióxido de carbono; atividades conjuntas das escolas; identificação, estudo e divulgação das áreas naturais de Valença e Tui; reforço das facilidades legais na utilização das escolas e infantários de Valença e Tui, por cidadãos portugueses e espanhóis, com pagamento em função dos rendimentos; e redução da burocracia na fixação de investimento estrangeiro.

“Tudo aponta para que as zonas de fronteira voltem a ter algum carinho por parte da Comissão Europeia. Temos por isso de continuar a lutar para que as regiões de fronteira continuem a ter verbas diretas no âmbito da coesão”, defende Jorge Mendes, deputado na Assembleia da República pelo PSD e antigo presidente da Câmara de Valença.

 

 

“Cabe-nos também a nós reclamar esses apoios e outros para que tenhamos mais autonomia para que as eurocidades façam o seu caminho próprio, independentemente dos Executivos Municipais de um lado e do outro da fronteira”, referiu o antigo edil valenciano.

Iniciado em outubro de 2017, o Unicidade, que tem um financiamento de 513 mil euros, vai traçar um plano estratégico para tornar as duas cidades num “espaço singular”.

As propostas vão agora ser entregues à empresa que será responsável pela elaboração do plano estratégico, ainda por escolher e a quem caberá estudar da sua viabilidade.

De referir que esta Assembleia da Eurocidade Valença/Tui passa a realizar-se anualmente, com caráter rotativo. Na assembleia da eurocidade têm assento todos os elementos da Assembleia Municipal de Valença, bem como do órgão congénere do lado galego.

 

PUB

Últimas