PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

1

3

Valença

Valença tem agora a pastora mais popular do Alto Minho (quiçá da Galiza!)

7 Janeiro, 2023 - 20:57

1601

0

Aos 69 anos de idade, Dnª Tina já pensa em vender as suas ovelhas. Mas não está a ser fácil.

Num abrir e fechar de olhos, a Dona Tina, de Valença tornou-se na pastora mais popular do Alto Minho, e provavelmente da Galiza. Após ter sido notícia por cá na Rádio Vale do Minho e noutros órgãos de comunicação social, aos 69 anos de idade deu uma entrevista ao jornal La Voz de Galicia.

 

“Acho que ninguém sabe que o meu verdadeiro nome é Ernestina. Nunca ninguém me chamou assim. Mas se perguntarem pela Tina, em qualquer lugar de Valença sabem onde estou”, disse desde logo a pastora aos jornalistas galegos.

 

A casa onde vive não tem luz. Nem água quente. Vale-lhe a solidariedade dos vizinhos.

 

Começou o ano com um grande susto. Diz aquele jornal que foi “a primeira” a notar que uma parcela das muralhas da Fortaleza de Valença tinha desabado. 

 

Ernestina terá sido a primeira a notar que parte da Fortaleza de Valença tinha colapsado

[Fotografia: Blog Olhar Viana do Castelo]

 

 

Recordou o passado. Debaixo de um regime ditatorial em Portugal, Ernestina revela que trabalhou “toda a vida no contrabando, desde criança… mas nada a ver com drogas”. O medo da guarda fiscal e da própria PIDE ainda permanece bem vivo na memória.

 

“Se te apanhassem levavam tudo o que tinhas e não tinhas como pagar as multas”, conta.

 

 

 

Pastora foi contrabandista nos tempos do Estado Novo

[Fotografia: Blog Olhar Viana do Castelo]

 

 

A idade vai avançando. Embora seja muito estimada por todos os valencianos, a Dnª Tina faz intenções de vender o seu rebanho. No total são 32 ovelhas. Mas não está a ser fácil.

 

“Não encontro ninguém que me ofereça um preço justo. Antes ainda se vendia estrume, lã e até os bezerros… mas agora ninguém investe”, lamentou.

 

 

Entretanto, enquanto os dias passam, a Dnª Tina lá vai à Fortaleza. Sempre acompanhada do seu rebanho… ou melhor, da sua “brigada de jardinería ecológica, conforme lhe chama o La Voz de Galicia.

 

 

[Fotografia capa: Blog Olhar Viana do Castelo]

Últimas