PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Valença

Valença: Contas aprovadas… por unanimidade!

21 Abril, 2023 - 19:15

905

0

“É uma das maiores receitas dos últimos seis anos”.

O Executivo Municipal de Valença aprovou esta sexta-feira, por unanimidade, o Relatório de Gestão e Contas referente a 2022, que conta com uma taxa de execução da receita de 85,1% e um resultado líquido positivo de cerca de 226 mil euros.

 

O documento mostra ainda um crescimento da receita corrente em 14%, comparativamente ao ano anterior.

 

“É uma das maiores receitas dos últimos seis anos, que em muito contribuiu para um superavit de 1,6 milhões de euros”, destaca a autarquia em nota divulgada.

 

O Município regista ainda “uma redução do passivo financeiro na ordem dos 9,6 % (913 mil euros), sem pagamentos em atraso e com um prazo médio de pagamento a fornecedores de 36 dias, menos 10 dias face a 2021”.

 

 

Carpinteira: “Superação e resiliência”

Na sua intervenção, o Presidente da Câmara Municipal, José Manuel Carpinteira, explicou que “o Município de Valença teve um bom desempenho financeiro em 2022, apostando em investimentos públicos estruturantes e reforçando os serviços de proximidade ao cidadão, com uma boa taxa de execução orçamental, num sinal de superação e resiliência por parte dos órgãos políticos e dos serviços técnicos do nosso Município”.

 

No campo da execução das grandes opções do plano da Câmara Municipal, a Educação é “uma das áreas preferenciais” onde foram mitigados os problemas na comunidade escolar e melhoradas as refeições escolares.

 

Na Ação Social iniciou-se a reabilitação dos bairros sociais ao abrigo do programa 1° Direito e projetou-se nova habitação social e a custos acessíveis.

 

Na Saúde a autarquia trabalhou com a ULSAM e a CIM Alto Minho na candidatura para requalificação do Centro de Saúde e o alargamento das especialidades médicas.

 

Nas transferências entre administrações, a Câmara Municipal reforçou as verbas para as freguesias, cifrando-se num total de 1 milhão de euros, e para os movimentos associativos locais, no valor de 907 mil euros.

 

Nas Infraestruturas e Equipamentos, realizaram-se candidaturas e concursos para investimentos na área urbana e nas freguesias. Destaque para a Residência Académica, a conclusão da requalificação da Envolvente Sul do Campo da Feira, a reabilitação do Bloco A da Antiga Escola EB 2,3/S de Valença para os Serviços Municipais de Desenvolvimento Social e Cultural, o novo parque de estacionamento e zona ajardinada em Val Flores, a requalificação, pavimentação e melhoria da rede viária municipal e o alargamento da rede de saneamento básico, em diversas freguesias.

 

Na área económica e emprego, o Município tem apostado na captação de novos investimentos, na dinamização da atividade da hotelaria, restauração e comércio, através de uma agenda regular de eventos e de uma promoção turística do território, a nível regional, nacional e internacional, na dinamização dos Caminhos de Santiago e no processo de candidatura da Fortaleza a Património Mundial da UNESCO, bem como numa nova logomarca promocional.

 

Na Cultura, destacou-se uma renovada agenda de eventos, com regularidade e qualidade, que proporcionou uma oferta aos residentes e turistas, ao longo de todo o ano, na cidade e nas freguesias, com destaque para as Festas do Concelho em honra da Nossa Senhora do Faro, o Festival Contrasta, o Mercado Medieval “Valença na Rota da História”, os concertos “Sons do Caminho” com o Maestro António Victorino d’Almeida, o festival de tunas “Toca Tuna Fortaleza”, o festival de dança “Arte Dance Valença”, o “Valença, Flor de Maio”, entre outros.

 

No património, a Câmara Municipal deu, ainda, os primeiros passos para a revitalização do antigo Colégio Português e do Cine-Teatro, bem como avançou com a candidatura da Feira dos Santos de Cerdal a Património Cultural Imaterial.

 

No Ambiente e Sustentabilidade, realizaram-se investimentos no Parque de Lazer de Gondomil, na Preservação da Margem Esquerda do Rio Minho, na limpeza e manutenção da Fortaleza e zonas verdes envolventes, no Centro de Apoio à Visitação e Usufruição da Rede Natura 2000-Centro Náutico e no projeto Aldeias de Mar São Pedro da Torre.

 

Na Juventude, pela primeira vez Valença teve um Orçamento Participativo Jovem, com dotação de 50 mil euros.

 

Na votação, o documento contou com os votos favoráveis dos três elementos da vereação socialista, dos dois elementos da vereação social-democrata e dos dois elementos do Movimento Independente Fortalecer Valença.

 

O Relatório de Gestão e Contas referente a 2022 segue agora para discussão e votação na Assembleia Municipal.

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

Tópicos:

#Política

Últimas