PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Vila Nova de Cerveira

Rui Teixeira: “Volodymyr Zelensky é um «Presidente-Coragem»”

11 Março, 2022 - 13:13

482

0

Guerra.

O Executivo Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, esta quinta-feira, por unanimidade, em Reunião de Câmara, o voto de condenação à invasão Russa da Ucrânia e de solidariedade para com o povo ucraniano.

 

A tomada de posição foi enviada às Embaixadas da Ucrânia e da Rússia, bem como à Associação dos Ucranianos em Portugal. Foi ainda efetuado um minuto de silêncio em memória das vítimas desta guerra.

No voto, o Presidente da Câmara, Rui Teixeira, salientou a posição da autarquia que “condena o presidente Putin (o verdadeiro agressor), por escolher violar a soberania da Ucrânia, por violar os princípios básicos do direito internacional e diversos tratados e resoluções (quer do Conselho de Segurança e da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas, quer da União Europeia)”.

 

“O intrépido povo ucraniano, liderado pelo seu democrata “Presidente-Coragem”, Volodymyr Zelensky, tem sabido resistir, de forma heroica (verdadeiros guerreiros maiores da liberdade, que tudo fazem para defender a Democracia e a Europa), a um contingente bélico muito superior, que almeja a destruição total da Ucrânia”, salientou Rui Teixeia.

A autarquia cerveirense apela ainda “à mobilização local, regional, nacional e internacional para a ajuda humanitária aquele sacrificado povo, fazendo com que a solidariedade continue carregada de ações, abrindo as portas da esperança a todo o povo ucraniano, em particular a toda a comunidade ucraniana residente em Portugal (…) pela Paz, que a coragem triunfe sempre sobre o medo, que, pela via do diálogo e da diplomacia, o cessar-fogo seja uma realidade imediata”.

Recorde-se que a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira está já a implementar no terreno a campanha de ajuda humanitária sob o lema Alto Minho Solidário – Missão Ucrânia, em articulação com os restantes municípios que integram a CIM Alto Minho, com o Banco Alimentar de Viana do Castelo e com o CDOS – Comando Distrital de Operações e Socorro de Viana do Castelo com ligação direta a várias Embaixadas e Organizações Não Governamentais (ONGs).

 

Numa primeira fase, a prioridade passa pela recolha de bens essenciais e a identificação de alojamentos temporários para refugiados (isolados e/ou de grupos/famílias).

Últimas