PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Alto Minho

Rui Solheiro quer debate da regionalização ainda esta legislatura. Desenvolvimento desequilibrado é "inaceitável"

26 Abril, 2010 - 10:47

294

0

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Minho-Lima diz que é urgente colocar a regionalização no mapa do debate político português, ainda esta legislatura. Norte do país "continua a definhar com indicadores preocupantes.

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Minho-Lima diz que é urgente colocar a regionalização no mapa do debate político português. Numa altura em que foi apresentado o movimento cívico "Norte Sim", Rui Solheiro diz que está na hora de se avançar com o tema e explicar aos portugueses a importância da criação de regiões. "Temos que avançar mesmo com o referendo, mas tem que ser precedido de um grande debate nacional, que mobilize a população e que se faça perceber o interesse da criação de regiões", explica.
Rui Solheiro apoia todas as iniciativas em defesa da regionalização. O socialista sublinha que a preocupação central é travar o declínio social, económico e político do Norte, constituindo aqui uma grande região administrativa do país. "Não podemos continuar a aceitar impávidos e serenos estes dados que nos chegam todos os dias, em que a região Norte é considerada aquela que menos se desenvolvde no país. Temos no continente apenas duas regiões com niveis de desenvolvimento ao nivel da Europa, o Algarve e Lisboa e Vale do Tejo. Este desenvolvimento desequilibrado do país, ao fim de três quadros comunitarios, é inaceitável", conclui.
O presidente da CIM e também autarca de Melgaço quer ver o tema da regionalização em debate o mais breve possível. A criação de uma grande região no Norte do país é aplaudida.

Últimas