PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Paredes de Coura

P. Coura: Fábrica de vacinas ‘abre’ novo curso na EPRAMI

25 Junho, 2022 - 00:34

488

0

Arranca já em 2022/2023.

Técnico de Produtos Farmacêuticos e Biotecnológicos (BIOTECH). Assim se chama o novo curso da Escola Profissional do Alto Minho Interior (EPRAMI), a arrancar já no próximo ano letivo.

 

A inscrição encontra-se aberta e, segundo aquela escola,  “o Técnico/a de Produtos Farmacêuticos e Biotecnológicostem como objetivo formar profissionais com competências para aprendizagem, integração e aplicação de conhecimentos em áreas emergentes da Biotecnologia, nomeadamente na sua vertente aplicada ao medicamento e à saúde humana”.

 

O curso vai funcionar no Polo de Paredes de Coura desta escola e isso não acontece por acaso.

 

“Uma parceria, entre a EPRAMI, a ANQEP [Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional] e a ZENDAL, foi determinante na criação de um novo curso profissional BIOTECH que fará parte Catálogo Nacional de Qualificações e que será determinante na formação de futuros técnicos para a primeira fábrica de vacinas do país e outras indústrias de biotecnologia. A começar no próximo ano letivo”, referiu o presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira.

 

 

[Fonte: FB Vitor Paulo Pereira]

 

 

 

Nova fábrica concluída antes do final do ano

A fábrica de vacinas da Zendal em construção em Paredes de Coura estará concluída antes do final do ano. O investimento total será de 22 milhões de euros, informou o grupo espanhol no passado mês de março.

Em comunicado, o grupo adiantou que as instalações em construção em Paredes de Coura ocupam uma “parcela de 50.000 metros quadrados, no parque industrial de Formariz”.

 

Em “quatro mil metros quadrados daquela parcela de terreno, foram já construídas as áreas técnicas, unidade de produção, armazém e escritórios, bem como um equipamento de 380 metros quadrados destinado ao tratamento das águas residuais e industriais, resultantes do processo de produção”.

 

O grupo espanhol adiantou que “as novas instalações em Portugal irão ter como eixo central a operacionalidade de uma unidade de fabricação que irá servir para alargar a capacidade da Zendal em termos de produção e acondicionamento de vacinas para a saúde humana”.

 

 

[Fotografias: esq: Minho Digital/dir: DR]

Últimas