PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

1

Paredes de Coura

P. Coura: Compasso Pascal já anda na rua – Cumpre-se a tradição [FOTOS]

9 Abril, 2023 - 11:40

2282

0

Domingo de Páscoa.

Ouve-se a campainha ao longe. É o Compasso Pascal que se aproxima.

 

Dentro de casa, toda a família se prepara para acolher a visita que este ano é feita em total normalidade, após três anos marcados por restrições pandémicas.

 

O sacerdote, de sorriso no rosto, saúda à entrada. “Cristo ressuscitou! Aleluia! Aleluia!”, dizem em coro.

 

Na sala de jantar, a família reúne-se para um momento de oração.

 

A cruz é dada a beijar. Ora por um dos elementos do Compasso Pascal, ora pelo chefe da casa, conforme a tradição em cada terra.

 

É assim em Paredes de Coura e em muitas freguesias de todo o Alto Minho neste Domingo de Páscoa.

 

Veja a galeria de fotos [créditos: Cecília Pereira/Grupo FB Terra Amada]

 

 

Compasso já passou pelo posto da GNR, com a presença do Presidente da Câmara, Vítor Paulo Pereira [créditos: Cecília Pereira/Grupo FB Terra Amada]

 

Qual a origem do Compasso Pascal?

De acordo com o estudo A Origem Medieval do Compasso Pascal, de Geraldo Coelho Dias, os vestígios mais remotos datam do início do século 17.

 

“A bênção pascal das casas —Benedicto domorum in Sabbato Sancto— como preceituava o Rituale Romanum de Paulo V, em 1614, estendeu-se a toda a Igreja Católica como um «direito paroquial». A sua execução prática revestia, porém, características e solenidades especiais conforme a diversidade dos lugares”, refere.

 

“E foi, exactamente, isso que aconteceu em Portugal sobretudo no Entre Douro e Minho. Daí nasceu a típica Visita Pascal do pároco, o célebre Compasso minhoto”, acrescenta.

 

Noutros concelhos e respetivas freguesias, a Visita Pascal é realizada na segunda-feira imediatamente a seguir ao Domingo de Páscoa.

 

 

[Fotografias capa: Cecília Pereira/Grupo FB Terra Amada]

Tópicos:

#Páscoa

Últimas