PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

2

0

Monção

Monção: Terror voltou ao maldito cruzamento – Palavra da IP começa a ser posta em causa

29 Outubro, 2021 - 20:48

5177

2

Dois anos depois, cruzamento de S. Pedro voltou a ser palco de acidente rodoviário.

O último acidente remontava há quase dois anos. Foi a 23 de novembro de 2019, quando uma jovem de 22 anos ficou ferida após a colisão de dois veículos ligeiros. Onde? O local é bem conhecido e é de má memória para todos os monçanenses: o cruzamento de S. Pedro, na Estrada Nacional (EN) 202.

 

Entretanto chegou a pandemia da COVID-19. Houve dois confinamentos e dois fechos de fronteiras. O ano de 2020 foi de tranquilidade naquele que é considerado um dos pontos mais negros do tráfego em Monção. Este ano também vinha sendo calmo… até esta sexta-feira.

 

Pouco mais de 700 dias depois, os feridos… as ambulâncias… a aflição voltaram àquele lugar tido já como maldito entre todos. Sejam ou não condutores.

 

Faltavam poucos minutos para as 17h30 quando uma violenta colisão entre dois automóveis naquele local fez mais três feridos. Dois deles graves: um jovem de 28 anos e uma idosa de 77.

 

Nas redes sociais reacenderam-se os protestos e os pedidos do povo por uma rotunda. Perdeu-se a conta aos anos que este pedido já leva.

 

 

 

IP garantiu que rotunda fica pronta em março do próximo ano

O compromisso mais recente aconteceu em dezembro do ano passado. Em comunicação dirigida ao Município de Monção, a Infraestruturas de Portugal (IP) garantiu que a nova rotunda de S. Pedro estará pronta em março de 2022.

 

A IP garantiu também que o concurso público para esta obra seria lançado em maio de 2021 e a consignação dos trabalhos estava prevista para dezembro de 2021.

 

Maio já la vai e dezembro está quase à porta. Desconhece-se qualquer sinal de andamento neste processo. Pelos corredores políticos de Monção já muitos questionam se a IP irá conseguir cumprir a palavra dada.

 

O anseio pela nova rotunda vai já tão longo que remonta, pelo menos, a 2011, quando começou a somar-se naquele local um número preocupante de acidentes rodoviários. Dois anos depois, o então presidente da Câmara de Monção, José Emílio Moreira (PS), ameaçou mesmo cortar a estrada caso se registasse algum acidente mortal.

 

A partir daí, entre avanços e recuos… promessas por cumprir e mudanças nos Executivos Municipais, a rotunda nunca avançou.

 

Entretanto, o cruzamento de S. Pedro (onde ficará a tão desejada rotunda), continuou a fazer vítimas. De todas as idades. Para a população, é sempre uma questão de tempo até acontecer o próximo acidente.

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

Últimas