PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Monção

Monção: Marina Azevedo é candidata à liderança das Mulheres Socialistas

29 Junho, 2024 - 20:32

778

0

Eleições internas marcadas para a próxima sexta-feira, dia 5 de julho.

Marina Azevedo é candidata à liderança da Concelhia de Monção das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos.

 

As eleições internas estão marcadas para a próxima sexta-feira, dia 5 de julho.

 

Sabe a Rádio Vale do Minho que a candidatura é de uma lista única, composta por sete candidatas e cinco suplentes.

 

Tem como mandatária Conceição Soares, antiga Vice-Presidente da Câmara de Monção (2013-2017).

 

Considera e lamenta a candidata que “as desigualdades de género podem começar muito cedo”. O trabalho na área bancária, confessou à Rádio Vale do Minho, também a sensibilizou para desigualdades económicas que afetam as mulheres.

 

“Pretendo um concelho onde ser mulher seja sinónimo de igualdade, onde haja oportunidades para todos, mulheres e homens, mais e menos favorecidos. Onde isto não fique só no papel, mas que quem cá vive o sinta como uma realidade. É bom ser mulher e sê-lo em Monção é ainda melhor!”, disse.

 

Marina Azevedo destacou ainda a importância de estruturas dedicadas à igualdade de género, mas também expressou a visão de que o trabalho dessas organizações estará completo quando a sua existência já não for necessária.

 

“Esta estrutura existe, mas deveria existir uma de homens… mas essa não é necessária. O trabalho desta estrutura estará completo quando já não for necessária a nossa existência”, acrescentou.

 

Licenciada em Economia pela Faculdade de Economia do Porto, Marina Azevedo apresenta carreira como bancária.

 

Passou pela Assembleia de Freguesia e, desde o passado mês de janeiro, assumiu o cargo de vereadora pelo PS na Câmara Municipal de Monção.

 

Esta candidatura, defendem os elementos que a integram, “representa um passo significativo para a promoção da igualdade de género e dos direitos das mulheres em Monção, reforçando o compromisso do PS em criar uma sociedade mais justa e equitativa para todos”.

 

 

[Fotografia: DR]

Últimas