PUBLICIDADE
3
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Melgaço

Melgaço quer dialeto castrejo elevado a Património Cultural Imaterial

3 Maio, 2024 - 16:29

91

0

A Câmara Municipal de Melgaço vai formalizar, no próximo mês de junho, um pedido de inscrição do dialeto castrejo, utilizado pelos habitantes de Castro Laboreiro, para elevação a Património Cultural […]

A Câmara Municipal de Melgaço vai formalizar, no próximo mês de junho, um pedido de inscrição do dialeto castrejo, utilizado pelos habitantes de Castro Laboreiro, para elevação a Património Cultural Imaterial (PCI).

 

Segundo noticia o jornal O Minho, o dialeto está em risco de desaparecimento. É hoje quase só falado por pessoas de idade. Especialistas recomendam a classificação e aprofundamento do estudo.

 

Argumenta o pedido que“não sendo uma língua classificada, como o português e o mirandês, é ainda hoje utilizado na comunicação entre as gentes de Castro Laboreiro”, mas também noutros concelhos, como Monção, pela proximidade à Galiza.

 

Castro Laboreiro é uma vila cimeira do concelho de Melgaço. Situa-se em pleno planalto de Castro Laboreiro, na vertente nordeste da Serra da Peneda e na vertente oeste da Serra de Laboreiro.

 

A Freguesia de Castro Laboreiro foi extinta e agregada à Freguesia de Lamas de Mouro, no âmbito da reorganização administrativa de 2012/2013,sendo então criada a União de Freguesias de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro.

 

A povoação de Castro Laboreiro foi novamente elevada à categoria de vila em 12 de Junho de 2009.

 

Regista atualmente cerca de 500 habitantes.

 

 

[Fotografia: Ir em Viagem]

Últimas