PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Alto Minho

Distrito de Viana do Castelo já regista 1158 hectares de área ardida

1 Julho, 2010 - 14:11

127

0

O distrito de Viana do Castelo foi, até agora, o mais afectado pelos incêndios florestais nesta época de 2010, registando já uma área ardida de 1158 hectares, ocorrências verificadas sobretudo durante o passado mês de Junho em zonas de díficil acesso.

O distrito de Viana do Castelo foi, até agora, o mais afectado pelos incêndios florestais nesta época de 2010, registando já uma área ardida de 1158 hectares, ocorrências verificadas sobretudo durante o passado mês de Junho em zonas de díficil acesso.
Hoje mesmo, arranca oficialmente a Fase Charlie do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) 2010, aquela que é considerada a época mais crítica em fogos florestais.
O governador civil de Viana do Castelo diz que os meios disponíveis estão prontos e "são suficientes". No entanto, e pelo facto do distrito de Viana do Castelo ser "de alto risco", um segundo meio aéreo continua a ser uma necessidade. No mês passado, Pita Guerreiro ouviu do próprio secretário de Estado da Protecção Civil que para já não é possível dada a conjuntura económica, mas o governador acredita que para o ano estejam reunidas as condições para ter mais um helicóptero.
Só nestes seis meses, Portugal refgistou já uma área ardida de 2700 hectares, dos quais 1158 no distrito de Viana do Castelo, sobretudo durante o mês passado.
Durante a fase Charlie de combate a incêndios, que arranca hoje e se prolonga até 30 de Setembro, vão estar operacionais no Alto Minho 13 equipas de intervenção permanente, GIPS, sapadores florestais, 4 autotanques e 1 meio aéreo.

Últimas