PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Monção

Cinema: Beatriz Costa nasceu há 115 anos – Aos 43 esteve em Monção

14 Dezembro, 2022 - 15:19

476

0

Cinema.

«Ai chega, chega, chega… Chega, chega ó minha agulha! Afasta, afasta afasta… Afasta o meu dedal… Brejeira, não sejas trafulha… Ó linda vem coser o avental!».

 

Todos aqueles que souberem entoar estes versos, conhecem certamente o mínimo da chamada Época de Ouro do cinema português. Pertencem ao tema A Agulha e o Dedal, interpretado pela atriz Beatriz Costa no filme A Canção de Lisboa (1933), realizado por José Cottinelli Telmo.

 

 

 

 

Beatriz Costa, a famosa miúda da franja, nasceu em Mafra a 14 de dezembro de 1907. O nome é hoje recordado como uma das mais famosas atrizes de sempre do cinema português. Mas foi também cantora e escritora.

 

A estreia no cinema acontece em 1928, como cantora de cabaré. O salto para a fama, conforme referido, surge em 1933 com o filme A Canção de LisboaFez teatro e televisão.

 

Durante a vida foi sempre rebelde e muito independente. Dificilmente se ligava a sítios, objetos e casas. Durante mais de 40 anos, residiu num quarto do Hotel Tivoli em Lisboa. 

 

Foi em 1950, com 43 anos de idade, que a então já muito famosa atriz passou pelo Alto Minho. Veio até Monção.

 

A popular atriz e seu marido almoçaram na Pensão Vaticano e visitaram as Caves de Vinhos de Monção Lda, nas quais o ilustre escritor e jornalista [marido da atriz] escreveu no livro de honra daquela sociedade: «Os deuses bebiam nectar, os homens bebem Cepa Velha»“, lê-se na notícia do jornal Voz de Portugal.

 

 

 

Beatriz Costa passou por Monção em 1950

[Fonte: Grupo FB Os Amigos de Monção / publicado por José António Barreto Nunes]

 

 

Beatriz Costa morreu no dia 15 de abril de 1996. Tinha 88 anos. Faleceu no seu quarto do Hotel Tivoli, em Lisboa. Foi sepultada no cemitério da Malveira, cumprindo o seu último desejo.

 

Em 1999, é homenageada com o descerramento de placas na Charneca do Milharado, aldeia onde nasceu, e na Malveira, onde se encontra sepultada. Em 2002, o restaurante do Hotel Tivoli é baptizado com o nome de Beatriz Costa. É lançada também uma extensa fotobiografia.

 

Tem ruas com o seu nome em vários concelhos. Entre eles Almada, Amadora, Cascais, Gondomar, Loures, Mafra, Moita, Odivelas, Trofa, Famalicão, entre outros.

 

 

[Fotografias capa: DR]

Tópicos:

#Cinema#Cultura

Últimas