PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Caminha

Caminha: Comissão de Proteção de Crianças e Jovens tem nova presidente

7 Março, 2022 - 16:21

391

0

“Convido toda a comunidade a participar nas nossas atividades”.

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Concelho de Caminha (CPCJ) tem uma nova presidente. Eleita este mês, a caminhense Renata Monteiro destaca, entre o foco das intervenções, a questão dos consumos, vícios, violência, bullying, assim como os perigos das novas tecnologias.

 

Privilegia também a participação. “Convido toda a comunidade a participar nas nossas atividades, a todas as instituições e entidades que se identifiquem a apoiar a nossa missão e de uma forma geral a que todos estejam atentos e sejam, connosco, parte da solução”, disse.

 

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens é uma instituição oficial, não judiciária, com autonomia funcional, que visa promover os direitos da criança e do jovem e prevenir ou pôr termo a situações suscetíveis de afetar a sua segurança, saúde, formação, educação ou desenvolvimento integral.

 

Renata Monteiro afirma-se preparada e ciente da responsabilidade ao assumir a presidência da CPCJ, mas também apoiada pela equipa de trabalho que a acompanha.

 

“Temos como óbvia e clara prioridade a atenção, o cuidado e o acompanhamento aos processos e aos casos de crianças e jovens em risco do nosso concelho, numa tentativa de descobrir e estimular junto das famílias e das instituições as soluções necessárias para qualquer situação que possa colocar o presente e o futuro de alguma das nossas crianças ou dos nossos jovens em desequilíbrio e em ameaça”, sublinha.

 

“Ainda assim, atuar junto da comunidade em geral na prevenção, na consciencialização e na sensibilização de temáticas e situações que vão de alguma forma comprometendo e colocando em cheque o futuro das nossas camadas infantis e juvenis e, por isso, o futuro da nossa sociedade é também uma das nossas preocupações e prioridades”, conclui a responsável.

 

Renata Monteiro, com 32 anos, é arquiteta. A Rua e as Meias Casas de Pescadores de Caminha foi o tema escolhido pela jovem arquiteta para a sua tese de mestrado, tendo assumido que o trabalho pretendeu divulgar e consciencializar para a salvaguarda deste tipo de património.

 

A tese foi aprovada com 19 valores pelo júri da Escola Superior Gallaecia, onde se formou em Arquitetura e Urbanismo e já foi divulgada internacionalmente. Deputada da Assembleia Municipal de Caminha desde 2017, desenvolve trabalho voluntário em várias associações e movimentos concelhios.

 

Destaca que os contactos da CPCJ de Caminha estão ao dispor de todos, a qualquer hora, através de qualquer pessoa que tenha conhecimento de situações de crianças e jovens em perigo, deve comunicá-las às entidades com competência em matéria de infância e juventude, entidades policiais, Comissões de Proteção ou autoridades jurídicas.

 

Esta comunicação é obrigatória quando da situação resulte perigo para a vida, integridade física ou psíquica ou liberdade da criança ou do jovem.

 

A CPCJ é constituída por representantes do Município, Segurança Social, Serviços Locais do Ministério da Educação, Serviços da Saúde, IPSS; Associações de Pais, Associações Juvenis, Desportivas e Culturais, IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude, IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, GNR de Vila Praia de Âncora, GNR de Caminha, três técnicos cooptados pela Comissão e quatro elementos designados pela Assembleia Municipal.

 

 

[Fotografia: Município Caminha]

Últimas