PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Alto Minho

Batista: “É preciso uma racionalização do consumo de água para que não cheguemos a processos de rutura”

13 Julho, 2022 - 00:48

394

0

Seca.

Caso não haja moderação no consumo de água, a região do Alto Minho corre o risco de rutura no abastecimento. O alerta foi feito à Renascença pelo presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, Manoel Batista, após o encontro, esta segunda-feira, com os autarcas da região para avaliar o impacto da seca.

 

Manoel Batista, também presidente da Câmara de Melgaço, apela, por isso, ao bom senso da população.

 

“É preciso uma racionalização do consumo de água para que não cheguemos a processos de rutura e há risco de isso acontecer”, defende.

 

“É preciso que a tutela e as empresas de produção de energia hidroelétrica tenham consciência que têm de ter racionalidade na utilização da água. É uma exigência fundamental para os nossos territórios”, avisou Batista aos microfones daquela emissora.

 

Portugal vive uma situação de seca severa ou extrema. A situação foi reconhecida oficialmente pelo Governo em junho, com a publicação em Diário da República de um despacho da ministra da Agricultura e Alimentação, Maria do Céu Antunes.

 

 

[Fotografia: Arquivo/Rádio Vale do Minho]

Últimas