PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

Alto Minho

Atenção: Meteorologia europeia alerta Alto Minho para chuva “excessiva”, trovoada (e até tornados)

11 Dezembro, 2022 - 22:46

1619

0

Alerta europeu.

É um alerta vindo do ESTOFEX (European Storm Forecast Experiment). Trata-se de uma equipa de meteorologistas espalhados pela Europa. Existe há mais de duas décadas. 

 

Segundo um mapa divulgado pelo portal meteorológico Meteo Trás os Montes – Portugal, a ESTOFEX emitiu para o Alto e Baixo Minho um “alerta severo de nível 2” o que, explica aquele portal, inclui “ventos severos, possibilidade de tornados e precipitação excessiva”.

 

“É necessário ter como ponto de partida que os solos já se encontram saturados em boa parte da região Norte, os rios já têm caudais significativos e as barragens vão ter de descarregar, pelo que inundações e cheias são muito prováveis, em especial no litoral Norte e Centro Norte”, explica o Meteo Trás os Montes – Portugal.

 

“O cenário é para levar a sério!”, considera aquele portal.

 

 

 

Mapa meteorológico emitido este domingo pela ESTOFEX

[Fonte: ESTOFEX / Via Meteo Trás os Montes – Portugal]

 

 

Recorde-se que o alerta para cheias já foi emitido este domingo pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANEPC).

 

O comandante da Autoridade Nacional de Proteção Civil, André Fernandes, que referiu que “é expectável que entre os dias 11 e 14 a região Norte tenha um acumular de precipitação de até 220 mm”.

 

O comandante acrescentou que, face a esta situação, há possibilidade de inundações e cheias, entre outras, na bacia hidrográfica do Minho com a possibilidade de ocorrência de inundações em áreas de maior risco, como Valença, Caminha e Monção.

 

A Proteção Civil apela à população que garanta a desobstrução dos sistemas de escoamento, especial cuidado na circulação, em particular nas zonas ribeirinhas e que não se estacione os carros em zonas que costumam inundar.

 

O distrito de Viana do Castelo vai estar sob aviso laranja esta segunda-feira, entre as 6h00 e as 12h00, devido às previsões de “precipitação persistente, por vezes forte e ocasionalmente acompanhada de trovoada”.

 

 

[Fotografia: Arquivo/DR]

Últimas