PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

2

0

Melgaço

Alto Minho: É uma tradição com séculos de existência – Volta a acontecer dia 20 de dezembro

9 Dezembro, 2022 - 15:13

1091

0

Tradição.

Lá no alto da serra desponta a capelinha de S. Tomé. (…) Nesse dia, pobres e ricos, mal a noite cai, iluminam, com feixes de palha [centeia] a arder [as fantocheiras] a visita que este santo faz ao seu visinho S. Fins, na serra da Galiza, na outra margem. Apagado o lume, em grande algazarra, come-se a ceia que é, por assim dizer, uma antecipação à consoada. Há todas [rabanadas], arroz-doce e vinho quente açucarado“.

 

As palavras, com mais de um século, foram escritas pelo padre Carvalho da Costa, citado por Valter Alves, professor e investigador da história do concelho de Melgaço, no blog Melgaço, Entre o Minho e a Serra.

 

É uma tradição cuja origem se perde nas brumas do tempo. Acontece na freguesia de Penso, a cada dia 20 de dezembro. Este ano não será exceção: a Alumiada a S. Tomé.

 

Ao cair da noite, o povo sai à rua. Encontram-se pelos vários lugares da freguesia. Dezenas de devotos, em grupo, acendem molhos de colmo (palha centeia). Dão-se vivas ao Santo.

 

Logo depois, pelas 19h00, no largo de S. Bartolomeu, também naquela freguesia, a Associação CRD de S. Tiago de Penso representa a Alumiada para as pessoas que lá queiram também participar na tradição.

 

Após o momento de índole religiosa, haverá um jantar convívio entre os participantes. As inscrições são obrigatórias (até dia 15 de dezembro). Podem ser feitas junto daquela associação. São limitadas ao espaço disponível.

 

O jantar será abrilhantado pela música de Rui Afonso.

[Fotografia: Arquivo/Município Melgaço]

Últimas