PUBLICIDADE
AVANÇAR

Menu

+

0

0

País

9 Julho, 2010 - 08:27

492

0

O Parlamento debate hoje apreciações parlamentares do PCP e BE para revogar o decreto-lei que introduz portagens em três SCUT, diplomas cuja votação está ainda dependente de um eventual acordo entre Governo e PSD. Quem aguarda com expectativa esta discussão é o porta-voz do Movimento Naturalmente Não à Introdução de Portagens na A28. Jorge Passos ainda acredita num volte-face neste dossier da portagens nas SCUT.

O Parlamento debate hoje apreciações parlamentares do PCP e BE para revogar o decreto-lei que introduz portagens em três SCUT, diplomas cuja votação está ainda dependente de um eventual acordo entre Governo e PSD.
Quem aguarda com expectativa esta discussão é o porta-voz do Movimento Naturalmente Não à Introdução de Portagens na A28. Jorge Passos ainda acredita num volte-face neste dossier da portagens nas SCUT.
De resto, as críticas ao modo como o Governo está a desenrolar todo este processo continuam. Jorge Passos lembra que o executivo socialista "está a agir às cegas", numa posição única e simplesmente económica, sem medir as consequências para as populações visadas.
O PSD fez saber há três dias que votaria a favor da revogação do decreto-lei que introduz portagens em três SCUT, se até hoje não fosse apresentada nenhuma proposta para o alterar.
Se, durante o debate, for apresentada uma proposta de alteração resultante das negociações entre Governo e PSD, os sociais democratas inviabilizarão a revogação do decreto-lei que introduz portagens em três das atuais sete auto estradas sem custos para o utilizador (SCUT): Grande Porto, Norte Litoral e Costa de Prata.
No entanto, o líder parlamentar do PS afirmou quinta feira que os socialistas não vão apresentar hoje alterações ao decreto que institui portagens em três autoestradas SCUT, sublinhando que as negociações em curso são

Últimas